Agro é responsável por 70% das doações ao Hospital de Amor

04 dezembro 2018
agro-70-porcento-doacoes-hospital-de-amor

A cadeia produtiva do agronegócio é responsável por 70% das doações que atualmente recebe o Hospital do Amor, antigo Hospital do Câncer de Barretos-SP. O número foi confirmado pelo diretor voluntário da instituição, Rubikinho Carvalho, que é pecuarista e coordenador da campanha O Agro Contra o Câncer.

A entidade lida atualmente com um déficit mensal de aproximadamente R$ 22 milhões, que é a diferença entre o custo de R$ 37 milhões e o repasse de R$ 15 milhões do SUS. O hospital tratou em 2017 170 mil pacientes de todo o Brasil, ou pouco mais de 14 mil por mês em média.

Ele concedeu entrevista ao Giro do Boi durante a 4ª Prova de Team Penning do Bem, que ocorreu nos dias 1º e 02 de dezembro na Fazenda Barrinha, em Espírito Santo do Pinhal-SP. O evento contou com uma novidade para 2018, a primeira edição do Costelão do Bem, que preparou no local 1,5 tonelada de carnes da marca 1953, doada pela JBS, uma das empresas integrantes do movimento O Agro Contra o Câncer. Além da doação das carnes, a arrecadação com ingressos para a experiência gastronômica foram revertidas ao Hospital de Amor.

“Nós temos vários desses evento, agora um costelão deste tamanho eu não havia visto ainda. Pelo Brasil inteiro, eu costumo dizer que o maior patrimônio que o Hospital de Amor tem são os voluntários e os doadores, porque sem eles teríamos que diminuir muito a assistência que nós fazemos e também que fechar as portas para várias pessoas no tratamento de câncer. Então eles que nós mantém com as portas abertas. […] O agro representa hoje cerca de 70% das doações que nós temos e agora com esse programa do Agro Contra o Câncer, elas têm crescido mais”, afirmou Rubikinho Carvalho.

4º Team Penning do Bem mostra a força do campo em prol do Hospital de Amor

Na ocasião, a equipe de reportagem do Giro do Boi também conversou com alguns dos vencedores da prova de team penning. “A sensação é muito boa. É sinal de dever cumprido, de que a gente está trabalhando, lutando para conseguir chegar ao pódio como foi hoje”, revelou Rogério Toledo, integrante de uma das equipes vencedoras. “É dever cumprido e o bom é correr com dois bons amigos. E ainda poder ajudar uma entidade tão boa, que é o Hospital de Amor”, complementou Gervásio Baptista, competidor da mesma equipe. “Já é o segundo ano que eu ganho e é a segunda vez que dou minha premiação ao Hospital de Amor”, emendou o cavaleiro Mateus Secco.

Confira as entrevistas completas abaixo:

VEJA TAMBÉM

Mão de obra é 2ª maior preocupação do pecuarista; como formar equipe com os melhores profissionais?

Consultor Antônio Chaker elaborou lista com três passos para o fazendeiro atrair e fidelizar os melhores profissionais para a sua propriedade

Confira as fazendas em destaque do dia 14 de dezembro de 2018

Fazendas nos estados de Goiás, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Revelado o vencedor da eleição para o melhor lote de novembro

Lote ganhador foi composto por novilhas precoces, entre zero e dois DIPs (dentes incisivos permanentes) e marcou 99% Verde no Farol da Qualidade

Brasil perde 16 milhões de cabeças de gado por ano por falhas na sanidade

Número representa uma taxa de mortalidade de 8% no rebanho total de 200 milhões de cabeças. “É uma ineficiência enorme”, lamentou professor da Unesp

Agro é responsável por 70% das doações ao Hospital de Amor

04 dezembro 2018
agro-70-porcento-doacoes-hospital-de-amor

A cadeia produtiva do agronegócio é responsável por 70% das doações que atualmente recebe o Hospital do Amor, antigo Hospital do Câncer de Barretos-SP. O número foi confirmado pelo diretor voluntário da instituição, Rubikinho Carvalho, que é pecuarista e coordenador da campanha O Agro Contra o Câncer.

A entidade lida atualmente com um déficit mensal de aproximadamente R$ 22 milhões, que é a diferença entre o custo de R$ 37 milhões e o repasse de R$ 15 milhões do SUS. O hospital tratou em 2017 170 mil pacientes de todo o Brasil, ou pouco mais de 14 mil por mês em média.

Ele concedeu entrevista ao Giro do Boi durante a 4ª Prova de Team Penning do Bem, que ocorreu nos dias 1º e 02 de dezembro na Fazenda Barrinha, em Espírito Santo do Pinhal-SP. O evento contou com uma novidade para 2018, a primeira edição do Costelão do Bem, que preparou no local 1,5 tonelada de carnes da marca 1953, doada pela JBS, uma das empresas integrantes do movimento O Agro Contra o Câncer. Além da doação das carnes, a arrecadação com ingressos para a experiência gastronômica foram revertidas ao Hospital de Amor.

“Nós temos vários desses evento, agora um costelão deste tamanho eu não havia visto ainda. Pelo Brasil inteiro, eu costumo dizer que o maior patrimônio que o Hospital de Amor tem são os voluntários e os doadores, porque sem eles teríamos que diminuir muito a assistência que nós fazemos e também que fechar as portas para várias pessoas no tratamento de câncer. Então eles que nós mantém com as portas abertas. […] O agro representa hoje cerca de 70% das doações que nós temos e agora com esse programa do Agro Contra o Câncer, elas têm crescido mais”, afirmou Rubikinho Carvalho.

4º Team Penning do Bem mostra a força do campo em prol do Hospital de Amor

Na ocasião, a equipe de reportagem do Giro do Boi também conversou com alguns dos vencedores da prova de team penning. “A sensação é muito boa. É sinal de dever cumprido, de que a gente está trabalhando, lutando para conseguir chegar ao pódio como foi hoje”, revelou Rogério Toledo, integrante de uma das equipes vencedoras. “É dever cumprido e o bom é correr com dois bons amigos. E ainda poder ajudar uma entidade tão boa, que é o Hospital de Amor”, complementou Gervásio Baptista, competidor da mesma equipe. “Já é o segundo ano que eu ganho e é a segunda vez que dou minha premiação ao Hospital de Amor”, emendou o cavaleiro Mateus Secco.

Confira as entrevistas completas abaixo:

VEJA TAMBÉM

Consultor Antônio Chaker elaborou lista com três passos para o fazendeiro atrair e fidelizar os melhores profissionais para a sua propriedade

Fazendas nos estados de Goiás, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Lote ganhador foi composto por novilhas precoces, entre zero e dois DIPs (dentes incisivos permanentes) e marcou 99% Verde no Farol da Qualidade

Número representa uma taxa de mortalidade de 8% no rebanho total de 200 milhões de cabeças. “É uma ineficiência enorme”, lamentou professor da Unesp

Gado foi enviado pela propriedade da família Rojas – o pai Djalma e seu filho Rogério Catanduva, marcando 75% Verde no Farol da Qualidade

Fazendas nos estados do Tocantins, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira lotes e Farol da Qualidade.

Fazendas nos estados de Goiás, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Novo aplicador conta com protetor de agulha que reforça higiene do dispositivo e facilita na formação de pregas para vacinas subcutâneas, como a aftosa

Evento acontecerá dias 15 e 16/12 na Estância Dama, em Pilar do Sul, cidade localizada na região de Sorocaba, no interior do estado de São Paulo

Estrutura imobiliza o bezerro recém-nascido e não permite o acesso da vaca ao local de manejo, garantindo a segurança e a praticidade para o peão

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE