Como os indicadores econômicos influenciam na seleção genética?

13/06/2017
Como os indicadores econômicos influenciam na seleção genética?

Diante de vários programas existentes para melhoramento genético, o produtor se pergunta: Qual seria o ideal para garantir produtividade em seu plantel?

No quadro Giro Tecnológico (G-Tec), exibido nesta terça-feira, 12, o diretor técnico da ANCP (Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores), Argeu Silveira, apresentou um esclarecimento sobre o que são índices econômicos e como eles podem atuar na avaliação genética dos animais.

Silveira listou precocidade sexual, habilidade maternal, crescimento, taxa de permanência de vacas no rebanho, fertilidade e rendimento frigorífico como as principais variáveis econômicas que influenciam na seleção genética.

Cada um dos itens relacionados possui um percentual que se destaca e deve ser considerado influenciador no processo de seleção. A utilização desses índices, ponderando as características relevantes, é uma alternativa de garantir eficiência na seleção de qualidade.

Para se ter uma ideia, somente a raça Nelore, considerada a base da pecuária brasileira, possui 8 programas de melhoramento genético, o que dificulta o entendimento do pecuarista.

Confira as informações do G-Tec na íntegra do quadro abaixo:

Veja também: