Equipes do transporte boiadeiro ajudam pecuaristas a melhorar qualidade de carcaça

10 agosto 2018
transporte-boiadeiro-como-evitar-lesao-carcaca

No quadro Giro na Estrada desta sexta, 10, o tema em evidência foi a relevância da parceria entre os profissionais do transporte boiadeiro e os pecuaristas. Produtores que têm problemas recorrentes com lesões em carcaça, por exemplo, podem solicitar informações para a indústria sobre características das machucaduras para identificar a origem do problema e corrigi-lo.

Curta a página do Giro do Boi no Facebook

“Os motoristas boiadeiros têm capacitação forte em bem-estar animal, então além de identificar pontos para melhorias nas condições físicas e estruturais das fazendas, eles podem passar dicas para as equipes das fazendas e para os pecuaristas trabalharem, conseguem dar feedback e instruir. Eventualmente organizamos treinamentos nas propriedades, mostrando como fazer o embarque de maneira mais tranquila, correta e obter ganho com isso”, informou o engenheiro agrônomo Leonardo Vieira, coordenador da logística do gado gordo da indústria.

Quem também repercutiu o assunto foi Danilo Albuquerque, coordenador regional do transporte boiadeiro para os estados de SP, MS e da unidade de Ituiutaba-MG. “Nós temos que estar próximos ao pecuarista para garantir a qualidade da matéria-prima. O próprio pecuarista tem acesso ao relatório de performance de rendimento do gado gordo ao abate e, quando identificamos algum risco de anomalia, fazemos um feedback para ele melhorar seu desempenho”, explicou Albuquerque.

Para ter acesso a tais informações, o produtor interessado tem o próprio comprador de gado como canal de contato para oferecer este retorno com objetivo de melhorar a qualidade das carcaças e, consequentemente, da carne e da lucratividade do produtor.

Confira o vídeo completo clicando abaixo no play:

VEJA TAMBÉM

Exportações de carne foram destaque em 2018, mas exigência por qualidade aumenta

Em entrevista ao Giro do Boi, Renato Costa, presidente da JBS Carnes, ponderou que clientes estão rejeitando carne de gado abatido com mais de 30 meses

Confira as fazendas em destaque do dia 19 de dezembro de 2018

Fazendas nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Que tal uma costela defumada como prato principal do seu fim de ano?

Corte é assado em churrasqueira tipo defumadora, também chamada de pit, e tem técnica especial para ser preparado; conheça os segredos

Mulheres do agro ainda são discriminadas, indica pesquisa feita em 17 países

De mais de 4 mil produtoras entrevistadas, 66% apontaram que sofrem discriminação de gênero; no Brasil, número sobe para 77%

Equipes do transporte boiadeiro ajudam pecuaristas a melhorar qualidade de carcaça

10 agosto 2018
transporte-boiadeiro-como-evitar-lesao-carcaca

No quadro Giro na Estrada desta sexta, 10, o tema em evidência foi a relevância da parceria entre os profissionais do transporte boiadeiro e os pecuaristas. Produtores que têm problemas recorrentes com lesões em carcaça, por exemplo, podem solicitar informações para a indústria sobre características das machucaduras para identificar a origem do problema e corrigi-lo.

Curta a página do Giro do Boi no Facebook

“Os motoristas boiadeiros têm capacitação forte em bem-estar animal, então além de identificar pontos para melhorias nas condições físicas e estruturais das fazendas, eles podem passar dicas para as equipes das fazendas e para os pecuaristas trabalharem, conseguem dar feedback e instruir. Eventualmente organizamos treinamentos nas propriedades, mostrando como fazer o embarque de maneira mais tranquila, correta e obter ganho com isso”, informou o engenheiro agrônomo Leonardo Vieira, coordenador da logística do gado gordo da indústria.

Quem também repercutiu o assunto foi Danilo Albuquerque, coordenador regional do transporte boiadeiro para os estados de SP, MS e da unidade de Ituiutaba-MG. “Nós temos que estar próximos ao pecuarista para garantir a qualidade da matéria-prima. O próprio pecuarista tem acesso ao relatório de performance de rendimento do gado gordo ao abate e, quando identificamos algum risco de anomalia, fazemos um feedback para ele melhorar seu desempenho”, explicou Albuquerque.

Para ter acesso a tais informações, o produtor interessado tem o próprio comprador de gado como canal de contato para oferecer este retorno com objetivo de melhorar a qualidade das carcaças e, consequentemente, da carne e da lucratividade do produtor.

Confira o vídeo completo clicando abaixo no play:

VEJA TAMBÉM

Em entrevista ao Giro do Boi, Renato Costa, presidente da JBS Carnes, ponderou que clientes estão rejeitando carne de gado abatido com mais de 30 meses

Fazendas nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Corte é assado em churrasqueira tipo defumadora, também chamada de pit, e tem técnica especial para ser preparado; conheça os segredos

De mais de 4 mil produtoras entrevistadas, 66% apontaram que sofrem discriminação de gênero; no Brasil, número sobe para 77%

Fazendas nos estados de Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Situação se deve à ocorrência do El Niño, que deve ser confirmado em breve. Embora as precipitações variem, índices pluviométricos devem ficar na média

Fazendas nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

De mais de 4 mil produtoras entrevistadas, 66% apontaram que sofrem discriminação de gênero; no Brasil, número sobe para 77%

Pecuarista deve fazer download do Termo de Adesão e entregar assinado aos compradores de gado das unidades da indústria; veja como tirar suas dúvidas sobre o processo

Situação se deve à ocorrência do El Niño, que deve ser confirmado em breve. Embora as precipitações variem, índices pluviométricos devem ficar na média

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE