Qualidade dos animais abatidos no leste do MT piorou em novembro, mas padrão indesejável foi menor

08/12/2017
Qualidade dos animais abatidos no leste do MT piorou em novembro, mas padrão indesejável foi menor

No mês de novembro em comparação com o outubro a qualidade dos animais abatidos pelos frigoríficos do leste do MT foi inferior. Os números foram apresentados hoje no Giro do Boi pelo gerente regional Vilmar Lemos Cardoso, responsável pela compra de gado nas unidades de Alta Floresta, Água Boa, Barra do Garças, Confresa, Colíder e Pedra Preta.

Vilmar, no entanto, ressaltou que em longo prazo o farol da qualidade está melhorando e que a resposta do pecuarista à demanda do consumidor tem sido rápida. Ele destacou também a diminuição da participação de animais no padrão indesejável nos abates.

Em novembro, a matriz do farol da qualidade apontou que de todos os abates das unidades, 13,91% estavam no padrão desejável, 75,83% no padrão tolerável e 10,27% no vermelho. Em novembro, as porcentagens eram, respectivamente, 15,64%, 73,51% e 10,27%.

O volume de abate de animais com cobertura de gordura ideal (escores 3 e 4) era de 31,22% em outubro e caiu para 28,11% em novembro. Já a participação nos abates de animais na idade ideal (0 a 4 dentes) caiu de 73,98% para 69,77%.

Veja os números completos pelo vídeo abaixo:

Veja também: