Custo do manejo sanitário em confinamento é menor que 2% do total

24 maio 2017
confinamento-go-mg-estressafra-sanidade

Nesta quarta-feira, 24, o quadro Palavra do Gerente, no programa Giro do Boi, contou com entrevista do gerente regional da Boehringer Saúde Animal para os estados do Goiás e Minas Gerais, Marco Borges. Segundo o profissional, o rebanho somado dos dois estados, tanto de gado de corte quando de gado de leite, é representado por 50 milhões de cabeças, ou aproximadamente 1/4 de todo o rebanho bovino brasileiro.

Segundo Borges, os pecuaristas dos estados já começam a sentir os impactos das variações climáticas no desempenho dos animais. “Estamos vivenciando dias com fortes variações climáticas, com dias quentes e noites frias, com ausência de chuvas e muita poeira. Tudo isso, de alguma forma, acaba impactando e prejudicando a produção”, resumiu Borges.

O gerente atentou para o fato de a época da entressafra estar começando, o que leva muitos produtores a tomarem a decisão por terminar o gado no cocho e acaba exigindo cuidados especiais com sanidade. “Estamos na época propícia para o confinamento, então o pecuarista precisa começar bem para terminar melhor ainda. O custo de manejo sanitário de entrada de confinamento é irrisório, menor que 2% (do custo total)”, destacou Borges.

Veja, na íntegra, o quadro Palavra do Gerente no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Veja imagens do Dia de Campo da Fazenda Barra, em Cassilândia-MS

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Confira as fazendas em destaque do dia 15 de julho de 2019

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Com desembolso somente após abate, boitel em SP oferece 4 modelos de negócios a pecuaristas

Unidade no município de Castilho atende criadores com propriedades em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais

Aplicativo ajuda no cálculo do custo de produção e margem de ganho

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Custo do manejo sanitário em confinamento é menor que 2% do total

24 maio 2017
confinamento-go-mg-estressafra-sanidade

Nesta quarta-feira, 24, o quadro Palavra do Gerente, no programa Giro do Boi, contou com entrevista do gerente regional da Boehringer Saúde Animal para os estados do Goiás e Minas Gerais, Marco Borges. Segundo o profissional, o rebanho somado dos dois estados, tanto de gado de corte quando de gado de leite, é representado por 50 milhões de cabeças, ou aproximadamente 1/4 de todo o rebanho bovino brasileiro.

Segundo Borges, os pecuaristas dos estados já começam a sentir os impactos das variações climáticas no desempenho dos animais. “Estamos vivenciando dias com fortes variações climáticas, com dias quentes e noites frias, com ausência de chuvas e muita poeira. Tudo isso, de alguma forma, acaba impactando e prejudicando a produção”, resumiu Borges.

O gerente atentou para o fato de a época da entressafra estar começando, o que leva muitos produtores a tomarem a decisão por terminar o gado no cocho e acaba exigindo cuidados especiais com sanidade. “Estamos na época propícia para o confinamento, então o pecuarista precisa começar bem para terminar melhor ainda. O custo de manejo sanitário de entrada de confinamento é irrisório, menor que 2% (do custo total)”, destacou Borges.

Veja, na íntegra, o quadro Palavra do Gerente no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Unidade no município de Castilho atende criadores com propriedades em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Frente fria vai embora e temperatura deve subir em estados do Centro-Oeste, Norte e Sudeste do Brasil, com máximas que podem chegar aos 35º C

Animais abatidos no Protocolo 1953 foram enviados por fazenda localizada no município de Cáceres, estado do Mato Grosso

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Gerente do Rabobank Brasil aponta as duas primeiras medidas para o produtor transformar sua fazenda em uma empresa rural

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE