Brasil de olho em novas cotas de exportação para carne bovina

13 fevereiro 2018
projecao-exportacoes-carne-bovina-2018-abiec

Na manhã de terça-feira de carnaval,13, o programa Giro do Boi levou ao ar mais uma edição do quadro “Giro pelo Mundo”, com o diretor comercial da JBS Europa, Juliano Jubileu,  que trouxe detalhes do mercado da carne vermelha e o desdobramento das dificuldades políticas e econômicas enfrentadas. O executivo explica que houve uma rápida recuperação, principalmente por conta do aumento das inspeções sanitárias. Em números, foi comprovado que, de 20 mil contêineres brasileiros que chegaram a Europa, apenas 19 foram notificados com algum tipo de irregularidade burocrática.

Cota 481

Criada com o diferencial de isentar a taxa de importação, é uma cota mais difícil de alcançar por causa das exigências européias. Para se enquadrar neste segmento, o animal deve ser jovem e terminado com pelo menos 100 dias de confinamento de alta energia. Juliano alerta, “a gente tem que ter  atenção a isso, porque é uma cota de carne de “alta qualidade”, o nosso pecuarista tem que estar atento a qualidade, a cota 481 e aos animais castrados, porque realmente isso faz a diferença.”

Para se ter ideia, os demais países importadores competidores, disputam 48 mil e 200 toneladas de carne. Só em janeiro deste ano o número alcançado foi de 12 mil toneladas.

Jubileu, ainda comentou sobre a queda na procura da carne brasileira no mês passado e a super oferta do produto devido a disponibilidade da mercadoria de cota 481, originada de outros países, entre eles Argentina e Uruguai. Os uruguaios aproveitam ⅓ da Cota 481.

Jubileu também foi questionado se houve algum tipo de interdição do produto devido a resíduos de medicamentos. Com satisfação o diretor comercial afirma: “eles ‘autoridades sanitárias’ continuam fazendo controle, continuam fazendo amostragem de 20% do que chegam do Brasil, com análises laboratoriais com diversos tipos de identificações. Mas até o momento  não estamos tendo nenhum tipo de problema relacionado específico a esse assunto”.

Confira a entrevista completa:

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 21 de janeiro de 2019

Fazendas nos estados do Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Região norte de MT tem previsão de temporais para o fim de semana

Precipitações no local já atrapalharam o embarque de gado gordo desde a última semana, quando chegaram a 150 mm; saiba como se programar para evitar problemas com o transporte

Escrituração zootécnica: como transformar dados em atitudes na fazenda?

Anotar é importante, mas ainda são poucos os pecuaristas que registram seus indicadores mais importantes. Se você não faz escrituração zootécnica na sua fazenda, veja as dicas de Antônio Chaker

Confira as fazendas em destaque do dia 18 de janeiro de 2019

Fazendas nos estados do Rondônia, São Paulo Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Brasil de olho em novas cotas de exportação para carne bovina

13 fevereiro 2018
projecao-exportacoes-carne-bovina-2018-abiec

Na manhã de terça-feira de carnaval,13, o programa Giro do Boi levou ao ar mais uma edição do quadro “Giro pelo Mundo”, com o diretor comercial da JBS Europa, Juliano Jubileu,  que trouxe detalhes do mercado da carne vermelha e o desdobramento das dificuldades políticas e econômicas enfrentadas. O executivo explica que houve uma rápida recuperação, principalmente por conta do aumento das inspeções sanitárias. Em números, foi comprovado que, de 20 mil contêineres brasileiros que chegaram a Europa, apenas 19 foram notificados com algum tipo de irregularidade burocrática.

Cota 481

Criada com o diferencial de isentar a taxa de importação, é uma cota mais difícil de alcançar por causa das exigências européias. Para se enquadrar neste segmento, o animal deve ser jovem e terminado com pelo menos 100 dias de confinamento de alta energia. Juliano alerta, “a gente tem que ter  atenção a isso, porque é uma cota de carne de “alta qualidade”, o nosso pecuarista tem que estar atento a qualidade, a cota 481 e aos animais castrados, porque realmente isso faz a diferença.”

Para se ter ideia, os demais países importadores competidores, disputam 48 mil e 200 toneladas de carne. Só em janeiro deste ano o número alcançado foi de 12 mil toneladas.

Jubileu, ainda comentou sobre a queda na procura da carne brasileira no mês passado e a super oferta do produto devido a disponibilidade da mercadoria de cota 481, originada de outros países, entre eles Argentina e Uruguai. Os uruguaios aproveitam ⅓ da Cota 481.

Jubileu também foi questionado se houve algum tipo de interdição do produto devido a resíduos de medicamentos. Com satisfação o diretor comercial afirma: “eles ‘autoridades sanitárias’ continuam fazendo controle, continuam fazendo amostragem de 20% do que chegam do Brasil, com análises laboratoriais com diversos tipos de identificações. Mas até o momento  não estamos tendo nenhum tipo de problema relacionado específico a esse assunto”.

Confira a entrevista completa:

VEJA TAMBÉM

Fazendas nos estados do Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Precipitações no local já atrapalharam o embarque de gado gordo desde a última semana, quando chegaram a 150 mm; saiba como se programar para evitar problemas com o transporte

Anotar é importante, mas ainda são poucos os pecuaristas que registram seus indicadores mais importantes. Se você não faz escrituração zootécnica na sua fazenda, veja as dicas de Antônio Chaker

Fazendas nos estados do Rondônia, São Paulo Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Fêmeas vieram de fazenda no Mato Grosso e alcançaram a marca de 100% Verde no Farol da Qualidade

Consultor relata problemas para produtores que não concluíram seu Cadastro Ambiental Rural e explica ainda a prorrogação da adesão ao Programa de Regularização Ambiental, o PRA

Fazendas nos estados do Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Publicação está em consonância com os manuais de boas práticas de manejo lançados e atualizados pelo Grupo Etco e reúnes as informações mais importantes de cada um dos livretos; faça o download

Pecuarista deve fazer download do Termo de Adesão e entregar assinado aos compradores de gado das unidades da indústria; veja como tirar suas dúvidas sobre o processo

Cartaz traz dicas para a peonada manejar o gado de acordo com as boas práticas; faça o download para impressão e distribua pelas instalações de sua propriedade

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE