Cenário internacional é favorável para a pecuária brasileira, mas produtor deve estar atento à disputa entre China e EUA

22 abril 2019
Exportações

A pecuária brasileira tem um cenário positivo para 2019, afirmou nesta segunda, 22, ao Giro do Boi o chefe da mesa de commodities da JBS nos Estados Unidos, Marco Sampaio. A situação passa por safras robustas de soja e milho por todo o mundo, o que deve manter os preços dos grãos atrativos para o confinamento, além de uma demanda puxada pela proteína vermelha.

“Eu vejo um mercado bem ofertado. Eu não vejo preços (dos grãos) subindo muito porque. A não ser que haja um grande problema na safra americana, eu não vejo nenhum risco para cima de preços. Obviamente depende de como vai se comportar o final da safrinha no Brasil e essa safra americana que está sendo plantada”, disse Sampaio em entrevista para o quadro Giro pelo Mundo.

O especialista também afirmou que problemas recentes com da produção chinesa de carne de porco com a peste suína podem impactar a produção de proteína animal em todo mundo pela expressividade do mercado consumidor daquele país e também seu volume de produção, que poderia ser reduzido em até 20% com a doença.

“A China produz 50% da produção de porco mundial, então seriam quase dez milhões de toneladas que alguém vai ter que produzir para poder repor, seja de carne de porco, bovina ou de frango. Então a expectativa para preços internacionais de carnes é muito positiva. Se o produtor, alinhado a isso, tiver preços relativamente baixos do milho, fazendo uma boa prática de pecuária, um confinamento, cuidando da qualidade, abatendo um boi mais novo, tem tudo para ser um ano excelente para o pecuarista brasileiro”, detalhou.

Sampaio ponderou, no entanto, que os players deste mercado devem estar atentos às notícias referentes à disputa comercial entre Estados Unidos e China, que pode levar a mudanças nestas projeções.

Veja a entrevista com Marco Sampaio completa pelo vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Todo imóvel rural precisa ter uma área de reserva legal?

No quadro Direito Agrário desta terça-feira, 17, o advogado Pedro Puttini Mendes, especialista em direito ambiental, falou sobre uma dúvida frequente e recorrente do produtor

O que é verdadeiro e o que é fake news na hora de escolher um touro?

Com a chegada da temporada de leilões de touros no Brasil, as ofertas e opções são inúmeras. Mas será que tudo que se diz é verdade? Será que o reprodutor que cobrir a vacada vai resultar em bons bezerros para o criador?

Confira as fazendas em destaque do dia 17 de setembro de 2019

Originadores apresentaram lotes dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Confira as participações.

Unidade de Marabá-PA recebe mais uma etapa do Circuito Nelore de Qualidade 2019

O abate técnico reuniu cerca de 946 cabeças de 16 pecuaristas do estado. Os produtores irão concorrer para melhores lotes nas categorias machos e fêmeas,o resultado será divulgado ainda nesta semana.

Cenário internacional é favorável para a pecuária brasileira, mas produtor deve estar atento à disputa entre China e EUA

22 abril 2019
Exportações

A pecuária brasileira tem um cenário positivo para 2019, afirmou nesta segunda, 22, ao Giro do Boi o chefe da mesa de commodities da JBS nos Estados Unidos, Marco Sampaio. A situação passa por safras robustas de soja e milho por todo o mundo, o que deve manter os preços dos grãos atrativos para o confinamento, além de uma demanda puxada pela proteína vermelha.

“Eu vejo um mercado bem ofertado. Eu não vejo preços (dos grãos) subindo muito porque. A não ser que haja um grande problema na safra americana, eu não vejo nenhum risco para cima de preços. Obviamente depende de como vai se comportar o final da safrinha no Brasil e essa safra americana que está sendo plantada”, disse Sampaio em entrevista para o quadro Giro pelo Mundo.

O especialista também afirmou que problemas recentes com da produção chinesa de carne de porco com a peste suína podem impactar a produção de proteína animal em todo mundo pela expressividade do mercado consumidor daquele país e também seu volume de produção, que poderia ser reduzido em até 20% com a doença.

“A China produz 50% da produção de porco mundial, então seriam quase dez milhões de toneladas que alguém vai ter que produzir para poder repor, seja de carne de porco, bovina ou de frango. Então a expectativa para preços internacionais de carnes é muito positiva. Se o produtor, alinhado a isso, tiver preços relativamente baixos do milho, fazendo uma boa prática de pecuária, um confinamento, cuidando da qualidade, abatendo um boi mais novo, tem tudo para ser um ano excelente para o pecuarista brasileiro”, detalhou.

Sampaio ponderou, no entanto, que os players deste mercado devem estar atentos às notícias referentes à disputa comercial entre Estados Unidos e China, que pode levar a mudanças nestas projeções.

Veja a entrevista com Marco Sampaio completa pelo vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

No quadro Direito Agrário desta terça-feira, 17, o advogado Pedro Puttini Mendes, especialista em direito ambiental, falou sobre uma dúvida frequente e recorrente do produtor

Com a chegada da temporada de leilões de touros no Brasil, as ofertas e opções são inúmeras. Mas será que tudo que se diz é verdade? Será que o reprodutor que cobrir a vacada vai resultar em bons bezerros para o criador?

Originadores apresentaram lotes dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Confira as participações.

O abate técnico reuniu cerca de 946 cabeças de 16 pecuaristas do estado. Os produtores irão concorrer para melhores lotes nas categorias machos e fêmeas,o resultado será divulgado ainda nesta semana.

Ao completar 35 anos de existência, o Programa de Melhoramento Genético, começa a ganhar as regiões de pecuária do Brasil. Dessa vez, a capital do Acre, Rio Branco, vai receber nesta semana (18 e 19/09) uma “bateria” de palestras e dinâmicas sobre a importância da genética de ponta para o aumento de produtividade das fazendas.

A maior expedição técnica privada sobre a pecuária de corte no Brasil, apontou ainda crescimento de 25% na produtividade dos amostrados, totalizando 310 propriedades visitadas de 10 estados e 128 municípios. As sete equipes que saíram a campo percorreram 50 mil quilômetros nesta edição do Rally.

No quadro Direito Agrário desta terça-feira, 17, o advogado Pedro Puttini Mendes, especialista em direito ambiental, falou sobre uma dúvida frequente e recorrente do produtor

O Instituto Nacional de Meteorologia, INMET, trouxe uma boa notícia para a agropecuária das regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte do país. Embora não seja de forte intensidade, a partir do dia 20 de setembro, estados como São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia receberão...

Fazenda Figueira, do município de Paranapanema, interior do estado de São Paulo, foi um dos destaques desta sexta-feira, no Giro do Boi, onde os originadores apresentam os bons modelos de produção e os valores da @ em cada unidade que participa do quadro Giro pelo Brasil.

Originadores apresentaram lotes dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Confira as participações.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE