“Expectativa do mercado internacional é boi mais jovem”, afirma analista do Rabobank

16 abril 2019
exportacoes-carne-bovina-2018-exigencia-qualidade

O mundo vai precisar, dentro dos próximos dez anos, de “um Brasil a mais” no que diz respeito à produção de carne bovina, afirmou em entrevista concedida ao Giro do Boi desta terça, 16, o analista sênior do Rabobank, Adolfo Fontes. “Só de carne bovina o mundo vai precisar dentro dos próximos dez anos […] algo em torno de dez milhões de toneladas. Ou seja, um Brasil a mais em termos de carne bovina vai ser necessário para atender o consumidor internacional”, detalhou.

Fontes complementou a informação ponderando que apesar de a carne bovina se configurar no mercado como uma commodity, os produtores que desejarem suprir a demanda deverão contar com diferenciais para ganhar a preferência. “O brasileiro tem essa característica de tentar agradar o seu cliente, tanto no mercado doméstico quanto no mercado internacional. Hoje a expectativa do mercado internacional é um boi mais jovem, um boi de qualidade. Por mais que a gente esteja competindo no mercado de commodity, a gente tem que estar preparado para ter um animal diferenciado para poder competir em mercados bastante exigentes, por exemplo, como a China, que demanda cada vez mais carne do Brasil”, explicou.

Para o analista, o Brasil está bem posicionado para atender este mercado por conta dos avanços de produtividade de sua pecuária de corte. “A gente tem que mostrar pro mundo que a gente está crescendo na produção de carne bovina reduzindo a área de pastagem, melhorando a intensificação da pastagem que a gente tem hoje. A nutrição, a genética nossa estão passando por processos de melhoria muito forte de qualidade. Eu acho que é exatamente isso, mostrar para o mundo melhor aquilo que a gente já faz será um grande passo”, indicou.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 23 de abril de 2019

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Cenário internacional é favorável para a pecuária brasileira, mas produtor deve estar atento à disputa entre China e EUA

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Confira as fazendas em destaque do dia 22 de abril de 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Definidos os dois primeiros lotes para a votação do melhor de abril

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

“Expectativa do mercado internacional é boi mais jovem”, afirma analista do Rabobank

16 abril 2019
exportacoes-carne-bovina-2018-exigencia-qualidade

O mundo vai precisar, dentro dos próximos dez anos, de “um Brasil a mais” no que diz respeito à produção de carne bovina, afirmou em entrevista concedida ao Giro do Boi desta terça, 16, o analista sênior do Rabobank, Adolfo Fontes. “Só de carne bovina o mundo vai precisar dentro dos próximos dez anos […] algo em torno de dez milhões de toneladas. Ou seja, um Brasil a mais em termos de carne bovina vai ser necessário para atender o consumidor internacional”, detalhou.

Fontes complementou a informação ponderando que apesar de a carne bovina se configurar no mercado como uma commodity, os produtores que desejarem suprir a demanda deverão contar com diferenciais para ganhar a preferência. “O brasileiro tem essa característica de tentar agradar o seu cliente, tanto no mercado doméstico quanto no mercado internacional. Hoje a expectativa do mercado internacional é um boi mais jovem, um boi de qualidade. Por mais que a gente esteja competindo no mercado de commodity, a gente tem que estar preparado para ter um animal diferenciado para poder competir em mercados bastante exigentes, por exemplo, como a China, que demanda cada vez mais carne do Brasil”, explicou.

Para o analista, o Brasil está bem posicionado para atender este mercado por conta dos avanços de produtividade de sua pecuária de corte. “A gente tem que mostrar pro mundo que a gente está crescendo na produção de carne bovina reduzindo a área de pastagem, melhorando a intensificação da pastagem que a gente tem hoje. A nutrição, a genética nossa estão passando por processos de melhoria muito forte de qualidade. Eu acho que é exatamente isso, mostrar para o mundo melhor aquilo que a gente já faz será um grande passo”, indicou.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio pelos clientes/fornecedores, principalmente através de...

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Queda de 15% no preço da soja diminui em 25% o lucro de fazenda que integra, enquanto o lucro de quem faz somente agricultura pode cair até 50%; veja cenário para o boi

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio...

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE