ILPF reduz temperatura em até 12º C e consumo de água em 20%

14 junho 2019
eco-ilpf-embrapa

A ampliação do conceito de bem-estar animal está fazendo o produtor enxergar que aplicar boas práticas traz benefícios que além da ética na produção animal, como também retorno financeiro. Foi um dos destaques da entrevista da pesquisadora Fabiana Villa Alves, da Embrapa Gado de Corte, exibida pelo Giro do Boi nesta sexta, 14. O vídeo faz parte de mais um episódio da série especial Embrapa em Ação.

Fabiana afirmou que o conforto térmico é um dos principais pilares do bem-estar animal para a pecuária praticada nos trópicos por conta da influência do clima quente na produção. A pesquisadora destacou que o calor em excesso altera as fisiologia dos bovinos, o que faz com que eles utilizem mecanismos para regular a temperatura, deslocando a energia que poderia ser usada para ganho de massa muscular, deposição de gordura e reprodução, por exemplo.

Atualmente a pesquisa já correlaciona conforto térmico ao aumento de produtividade. Fabiana lembrou que já foram feitos estudos que detectaram aumento da taxa de prenhez, redução de abortos e aumento de 50% no número óvulos viáveis em novilhas com acesso ao sombreamento na comparação com as demais fêmeas. Em confinamentos, já ficou comprovado também aceleração do ganho de peso de lotes em baias com sombrite.

E neste cenário, a integração da pecuária com a floresta, fornecendo sombreamento, desempenha papel fundamental. “Estudos indicam diminuição de temperatura do ar de até 12º C, dependendo da árvore que eu uso. Isso em termos práticos é como se eu ligasse um ar condicionado nesse pasto”, comparou a pesquisadora. A integração reforça também a sustentabilidade da pecuária, acrescentou Fabiana, pois pode reduzir em até 20% o uso de água pelo sistema produtivo.

Mais dúvidas sobre os benefícios e a implementação de sistemas integrados podem ser enviadas para o e-mail da pesquisadora: fabiana.alves@embrapa.br.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

ILPF reduz temperatura em até 12º C e consumo de água em 20%

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Tempo seco chega para valer na região central do Brasil e pode causar queimadas

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Definido o melhor lote do mês de maio

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

2º Roda Sertaneja reúne produtores do norte mato-grossense em Alta Floresta-MT

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

ILPF reduz temperatura em até 12º C e consumo de água em 20%

14 junho 2019
eco-ilpf-embrapa

A ampliação do conceito de bem-estar animal está fazendo o produtor enxergar que aplicar boas práticas traz benefícios que além da ética na produção animal, como também retorno financeiro. Foi um dos destaques da entrevista da pesquisadora Fabiana Villa Alves, da Embrapa Gado de Corte, exibida pelo Giro do Boi nesta sexta, 14. O vídeo faz parte de mais um episódio da série especial Embrapa em Ação.

Fabiana afirmou que o conforto térmico é um dos principais pilares do bem-estar animal para a pecuária praticada nos trópicos por conta da influência do clima quente na produção. A pesquisadora destacou que o calor em excesso altera as fisiologia dos bovinos, o que faz com que eles utilizem mecanismos para regular a temperatura, deslocando a energia que poderia ser usada para ganho de massa muscular, deposição de gordura e reprodução, por exemplo.

Atualmente a pesquisa já correlaciona conforto térmico ao aumento de produtividade. Fabiana lembrou que já foram feitos estudos que detectaram aumento da taxa de prenhez, redução de abortos e aumento de 50% no número óvulos viáveis em novilhas com acesso ao sombreamento na comparação com as demais fêmeas. Em confinamentos, já ficou comprovado também aceleração do ganho de peso de lotes em baias com sombrite.

E neste cenário, a integração da pecuária com a floresta, fornecendo sombreamento, desempenha papel fundamental. “Estudos indicam diminuição de temperatura do ar de até 12º C, dependendo da árvore que eu uso. Isso em termos práticos é como se eu ligasse um ar condicionado nesse pasto”, comparou a pesquisadora. A integração reforça também a sustentabilidade da pecuária, acrescentou Fabiana, pois pode reduzir em até 20% o uso de água pelo sistema produtivo.

Mais dúvidas sobre os benefícios e a implementação de sistemas integrados podem ser enviadas para o e-mail da pesquisadora: fabiana.alves@embrapa.br.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Fazenda localizada em Ribeirão Cascalheira, estado do Mato Grosso, foi destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Cerimônia foi marcada por assinatura de protocolo de intenções de colaboração entre ministérios da Agricultura, Meio Ambiente, Defesa e Relações Exteriores

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Advogado recomenda que produtor não assine notificações caso o fiscal não esclareça de forma satisfatória os motivos da penalização

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Quadro Giro na Estrada trouxe dicas de embarque aos invernistas ativos no mercado da reposição nesta entressafra

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE