Inspirada em Temple Grandin, pesquisadora testa benefícios da desmama lado a lado

24 janeiro 2020
desmama-lado-a-lado-como-fazer-beneficios

Motivada por uma das passagens de Temple Grandin (pesquisadora referência mundial em bem-estar animal) pelo Brasil em 2014, a mestre em zootecnia e doutora em ciências biológicas Cintia Marcondes, pesquisadora da Embrapa Pecuária Sudeste, animou-se para iniciar pesquisas com a desmama lado a lado. Quem contou a história em reportagem da série Embrapa em Ação exibida no programa desta sexta, 24, foi a própria Cintia.

“Inspirados pela vinda da Temple em 2014, quando ela veio para um evento em Ribeirão Preto (SP), do qual a gente participou, e também com depoimento de alguns criadores que naquela época já aplicavam nas fazendas a desmama racional, eu resolvi trazer pra cá esta prática e a gente está adorando, achando muito bacana e tendo bons resultados”, relatou.

Relembre nos links abaixo entrevistas exclusivas de Temple Grandin ao Giro do Boi:

Tecnologia não substitui o bom manejo, afirma Temple Grandin

O que pode assustar de verdade os bovinos durante o manejo?

“O principal evento que traz estresse na pecuária de corte é a desmama. Traz estresse tanto para a vaca, e ainda mais se a gente pensar que ela está prenhe, não é?, quanto para o bezerro. Isto vai afetar o ganho de peso dele da desmama até os 12 meses”, disse a zootecnista, explicando a dimensão do problema.

Vaca que sofreu estresse não transmite suas qualidades para a cria

 

Cintia lembrou que os problemas da separação abrupta dos bezerros de suas mães com o método de desmama tradicional na Embrapa Pecuária Sudeste, ainda em 2013, foram superados logo no ano seguinte, e a nova técnica já surtiu efeitos que impressionaram os pesquisadores.

“A gente adotou a desmama lado a lado. São dois piquetes próximos, com um corredor no meio e isso permite que a vaca e o bezerro mantenham comunicação, vocalização e olfato inclusive, um berra e o outro responde. […] Eles ficam neste piquete por 15 dias mas ali na primeira semana eles já começam a explorar a área e cada um vai seguir sua vida. A gente deixa por 15 dias, mas também cada fazenda sabe como incorporar esta prática, em que pasto e que estrutura tem pra poder fazer isso”, explicou.

“Aqui no nosso sistema, que é um sistema mais rústico, a pasto e sem suplementação, normalmente na desmama tradicional os bezerros, na média, não ganhavam peso nesse período devido ao estresse e às condições ambientais. E quando a gente adotou esta prática, no ano seguinte a gente já observou que a média de ganho de peso dos bezerros foi de cinco quilos, ajustando aí para macho e fêmea”, informou.

Além da cria, outras duas categorias também são beneficiadas pelo sistema: a vaca e o seu feto que já está em desenvolvimento. “A vaca quando está prenhe neste período vai ter menos estresse na gestação. E a gente já sabe todos os efeitos do estresse na gestação e no desenvolvimento do feto”, ressaltou.

Nutrição desde a barriga da mãe até a engorda: conheça os impactos positivos da programação fetal

Segundo a pesquisadora, a tarefa pode ser incorporada facilmente dentro da realidade de grande parte das fazendas de cria no Brasil. “A ideia é, na data da desmama, fazer tudo que precisa ser feito: vermifugação, vacina, pesagem, e já trazer (os animais) para estes piquetes próximos e ali eles mantêm este contato e têm esta redução deste período que é o mais estressante mesmo”, enalteceu.

Máquinas de colher bezerros: o que fazem de diferente as melhores fazendas de cria do Brasil?

Conforme adiantou a zootecnista, os próximos passos do estudo conduzido na unidade vão buscar efeitos da desmama com a vaca madrinha e da suplementação ao longo do processo.

Veja a reportagem sobre a desmama lado a lado na íntegra no player a seguir:

 

Foto: Gisele Rosso / Reprodução Embrapa

VEJA TAMBÉM

Casquinha “estralando” e muita suculência: veja resultado da costela 1953 na brasa

Médico veterinário e churrasqueiro Fernando Dambrós, da costelaria Quintal do Primo, em Cuiabá-MT, ressalta importância da qualidade da carne para o resultado da receita

Por que a época das águas é a ideal para controlar as plantas daninhas?

Especialista alerta que produtor precisa aproveitar janela de aplicação de defensivos para evitar o custo elevado com a reforma completa do pasto

Área de baixa pressão forma canal de umidade que vai do Sudeste até a Amazônia

Minas Gerais deve voltar a sofrer com as chuvas intensas, que podem chegar aos 150 mm a partir desta sexta até o início da próxima semana

Tem dúvidas sobre bem-estar no transporte boiadeiro? Pergunte ao motorista

Programa de capacitação de profissionais da logística do gado leva informações relevantes também aos pecuaristas dentro de sua porteira

Inspirada em Temple Grandin, pesquisadora testa benefícios da desmama lado a lado

24 janeiro 2020
desmama-lado-a-lado-como-fazer-beneficios

Motivada por uma das passagens de Temple Grandin (pesquisadora referência mundial em bem-estar animal) pelo Brasil em 2014, a mestre em zootecnia e doutora em ciências biológicas Cintia Marcondes, pesquisadora da Embrapa Pecuária Sudeste, animou-se para iniciar pesquisas com a desmama lado a lado. Quem contou a história em reportagem da série Embrapa em Ação exibida no programa desta sexta, 24, foi a própria Cintia.

“Inspirados pela vinda da Temple em 2014, quando ela veio para um evento em Ribeirão Preto (SP), do qual a gente participou, e também com depoimento de alguns criadores que naquela época já aplicavam nas fazendas a desmama racional, eu resolvi trazer pra cá esta prática e a gente está adorando, achando muito bacana e tendo bons resultados”, relatou.

Relembre nos links abaixo entrevistas exclusivas de Temple Grandin ao Giro do Boi:

Tecnologia não substitui o bom manejo, afirma Temple Grandin

O que pode assustar de verdade os bovinos durante o manejo?

“O principal evento que traz estresse na pecuária de corte é a desmama. Traz estresse tanto para a vaca, e ainda mais se a gente pensar que ela está prenhe, não é?, quanto para o bezerro. Isto vai afetar o ganho de peso dele da desmama até os 12 meses”, disse a zootecnista, explicando a dimensão do problema.

Vaca que sofreu estresse não transmite suas qualidades para a cria

 

Cintia lembrou que os problemas da separação abrupta dos bezerros de suas mães com o método de desmama tradicional na Embrapa Pecuária Sudeste, ainda em 2013, foram superados logo no ano seguinte, e a nova técnica já surtiu efeitos que impressionaram os pesquisadores.

“A gente adotou a desmama lado a lado. São dois piquetes próximos, com um corredor no meio e isso permite que a vaca e o bezerro mantenham comunicação, vocalização e olfato inclusive, um berra e o outro responde. […] Eles ficam neste piquete por 15 dias mas ali na primeira semana eles já começam a explorar a área e cada um vai seguir sua vida. A gente deixa por 15 dias, mas também cada fazenda sabe como incorporar esta prática, em que pasto e que estrutura tem pra poder fazer isso”, explicou.

“Aqui no nosso sistema, que é um sistema mais rústico, a pasto e sem suplementação, normalmente na desmama tradicional os bezerros, na média, não ganhavam peso nesse período devido ao estresse e às condições ambientais. E quando a gente adotou esta prática, no ano seguinte a gente já observou que a média de ganho de peso dos bezerros foi de cinco quilos, ajustando aí para macho e fêmea”, informou.

Além da cria, outras duas categorias também são beneficiadas pelo sistema: a vaca e o seu feto que já está em desenvolvimento. “A vaca quando está prenhe neste período vai ter menos estresse na gestação. E a gente já sabe todos os efeitos do estresse na gestação e no desenvolvimento do feto”, ressaltou.

Nutrição desde a barriga da mãe até a engorda: conheça os impactos positivos da programação fetal

Segundo a pesquisadora, a tarefa pode ser incorporada facilmente dentro da realidade de grande parte das fazendas de cria no Brasil. “A ideia é, na data da desmama, fazer tudo que precisa ser feito: vermifugação, vacina, pesagem, e já trazer (os animais) para estes piquetes próximos e ali eles mantêm este contato e têm esta redução deste período que é o mais estressante mesmo”, enalteceu.

Máquinas de colher bezerros: o que fazem de diferente as melhores fazendas de cria do Brasil?

Conforme adiantou a zootecnista, os próximos passos do estudo conduzido na unidade vão buscar efeitos da desmama com a vaca madrinha e da suplementação ao longo do processo.

Veja a reportagem sobre a desmama lado a lado na íntegra no player a seguir:

 

Foto: Gisele Rosso / Reprodução Embrapa

VEJA TAMBÉM

Médico veterinário e churrasqueiro Fernando Dambrós, da costelaria Quintal do Primo, em Cuiabá-MT, ressalta importância da qualidade da carne para o resultado da receita

Especialista alerta que produtor precisa aproveitar janela de aplicação de defensivos para evitar o custo elevado com a reforma completa do pasto

Minas Gerais deve voltar a sofrer com as chuvas intensas, que podem chegar aos 150 mm a partir desta sexta até o início da próxima semana

Programa de capacitação de profissionais da logística do gado leva informações relevantes também aos pecuaristas dentro de sua porteira

Friboi será parceira do evento que começa às 7h da manhã na sede do sindicato, localizado dentro do Parque de Exposições do município do Vale do Rio Doce

Lotes de propriedade em Minas Gerais e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os animais e Farol da Qualidade.

Agrônomo explica quais as alturas ideais de entrada e saída do pastejo, taxa de lotação nas águas e na seca, efeitos da adubação e potencial de produção de matéria seca

Programa de capacitação de profissionais da logística do gado leva informações relevantes também aos pecuaristas dentro de sua porteira

Segundo Nabih El-Aouar, produtor é incentivado a melhorar manejo, nutrição e inserção de tecnologias no rebanho, levando ganhos para toda a cadeia produtiva

Minas Gerais deve voltar a sofrer com as chuvas intensas, que podem chegar aos 150 mm a partir desta sexta até o início da próxima semana

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE