Piquetão e confinamento expresso a pasto: entenda as diferenças e vantagens

17 abril 2019
engorda-no-piquetao

Você sabe quais as diferenças entre o confinamento expresso a pasto e o piquetão, ou semi-confinamento? Ambos os modos de terminação servem como alternativa ao confinamento, em que o bovino é terminado em cocho, mas que carece de estrutura específica e, por isso mesmo, mais cara.

Para explicar as diferenças entre os sistemas e as recomendações para cada pecuarista, o Giro do Boi recebeu em estúdio nesta quarta, 17, o mestre em ciência animal e doutor em zootecnia João Benatti, gerente de produtos para ruminantes da Trouw Nutrition.

Benatti afirmou que no semi-confinamento, ou piquetão, os animais são alimentados com ração concentrada na quantidade de 0,7% a até 1,2% do peso vivo, conforme a necessidade de complementar o pasto. Neste sistema, é possível que o animal ganhe cerca de uma arroba líquida por mês e o pecuarista tem opção de bater sua própria ração com um triturador vertical ou buscar opções mais baratas no mercado.

Já no confinamento expresso a pasto, os animais ganham até 1 kg de carcaça por dia, ou 2@ líquidas por mês. Neste caso, porém, o consumo de ração chega a 2% do peso vivo do bovino. Benatti afirmou que para os produtores que optam por este modo de engorda, fica mais inviável comprar a ração pronta, sendo recomendado ter estrutura para fabricar o próprio concentrado.

“Tudo é questão de qual é o seu objetivo. Se eu preciso colocar duas arrobas em um mês, no semi-confinamento eu provavelmente não vou conseguir. Se eu preciso pôr mais peso nele, tem que dar 2% (do peso vivo). Se eu estou tranquilo, administro uma dieta mais branda, não tenho muito dinheiro para aportar, vai de 1%. […] O pecuarista tem que ter sua caixa de ferramentas. Dependendo do que ele precisa fazer naquele momento, ele tem que abrir a caixa e encontrar soluções”, indicou o mestre em zootecnia.

Veja a entrevista e as especificações técnicas completas clicando no player:

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 23 de abril de 2019

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Cenário internacional é favorável para a pecuária brasileira, mas produtor deve estar atento à disputa entre China e EUA

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Confira as fazendas em destaque do dia 22 de abril de 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Definidos os dois primeiros lotes para a votação do melhor de abril

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

Piquetão e confinamento expresso a pasto: entenda as diferenças e vantagens

17 abril 2019
engorda-no-piquetao

Você sabe quais as diferenças entre o confinamento expresso a pasto e o piquetão, ou semi-confinamento? Ambos os modos de terminação servem como alternativa ao confinamento, em que o bovino é terminado em cocho, mas que carece de estrutura específica e, por isso mesmo, mais cara.

Para explicar as diferenças entre os sistemas e as recomendações para cada pecuarista, o Giro do Boi recebeu em estúdio nesta quarta, 17, o mestre em ciência animal e doutor em zootecnia João Benatti, gerente de produtos para ruminantes da Trouw Nutrition.

Benatti afirmou que no semi-confinamento, ou piquetão, os animais são alimentados com ração concentrada na quantidade de 0,7% a até 1,2% do peso vivo, conforme a necessidade de complementar o pasto. Neste sistema, é possível que o animal ganhe cerca de uma arroba líquida por mês e o pecuarista tem opção de bater sua própria ração com um triturador vertical ou buscar opções mais baratas no mercado.

Já no confinamento expresso a pasto, os animais ganham até 1 kg de carcaça por dia, ou 2@ líquidas por mês. Neste caso, porém, o consumo de ração chega a 2% do peso vivo do bovino. Benatti afirmou que para os produtores que optam por este modo de engorda, fica mais inviável comprar a ração pronta, sendo recomendado ter estrutura para fabricar o próprio concentrado.

“Tudo é questão de qual é o seu objetivo. Se eu preciso colocar duas arrobas em um mês, no semi-confinamento eu provavelmente não vou conseguir. Se eu preciso pôr mais peso nele, tem que dar 2% (do peso vivo). Se eu estou tranquilo, administro uma dieta mais branda, não tenho muito dinheiro para aportar, vai de 1%. […] O pecuarista tem que ter sua caixa de ferramentas. Dependendo do que ele precisa fazer naquele momento, ele tem que abrir a caixa e encontrar soluções”, indicou o mestre em zootecnia.

Veja a entrevista e as especificações técnicas completas clicando no player:

VEJA TAMBÉM

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio pelos clientes/fornecedores, principalmente através de...

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Queda de 15% no preço da soja diminui em 25% o lucro de fazenda que integra, enquanto o lucro de quem faz somente agricultura pode cair até 50%; veja cenário para o boi

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio...

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE