Quais foram os impactos e as lições da greve dos caminhoneiros para o Brasil?

12 junho 2018
BR-060, que liga Brasília a Goiânia

Nesta terça, 12, o Giro do Boi recebeu em estúdio o engenheiro agrônomo e diretor da Athenagro Pecuária, a divisão de pecuária da Agroconsult, Maurício Palma Nogueira. Em um dos dois blocos de entrevista concedida ao apresentador Mauro Sérgio Ortega, o consultor falou sobre os impactos da greve dos caminhoneiros para o setor produtivo brasileiro e também indicou as lições que a população pode tirar de toda a situação.

O agrônomo listou como leve a influência da paralisação na segunda safra de milho e na soja; como moderado a grave o impacto nas culturas de cana-de-açúcar e milho safrinha; entre grave e gravíssimos os problemas para a citricultura e também para o setor de proteínas.

Leia também
Rally da Pecuária 2018 será o maior da história, revela coordenador do projeto

Dentro do setor de proteínas, a pecuária de corte menos intensiva teve prejuízos menores. “Não quer dizer que seja melhor ficar com baixa tecnologia, foi um caso momentâneo”, ponderou Nogueira. Já as cadeias da avicultura e suinocultura foram mais afetadas pela greve.

No caso da pecuária intensiva, ainda que não haja mortandade de animais, como nas cadeias concorrentes, haverá um impacto no resultado da operação. Alguns confinamentos tiveram que mudar a dieta, o que pode levar a perdas de desempenho e, consequentemente, de resultado financeiro.

“É legítima a solicitação dos caminhoneiros, a paralisação. Eles foram defender um problema que estão enfrentando há anos, que é muito parecido com o do agronegócio. O que foi pedido já não é interessante, mas aí vem da cabeça do brasileiro achar que o governo tem que intervir. Por exemplo, tabelar o frete não tem sentido nenhum. Não vai dar certo, não tem como ir por essa alternativa. Não sei quais são as soluções, mas teriam que ser pensadas de uma maneira mais inteligente. E se a gente tiver um pouco de inteligência e consciência para analisar tudo isso, vai mostrar para a gente de fora do nosso setor o tanto que nós somos inadequados do ponto de vista logístico. Bastou quatro dias para a gente parar tudo, para esvaziar as gôndolas. O Brasil é um país extremamente despreparado do ponto de vista logístico”, classificou o consultor.

“O diesel é muito caro mesmo porque tem uma carga tributária enorme. Como você faria para resolver este problema? Diminuindo a carga, diminuindo o custo e as ineficiências do estado. Isto não se faz de uma hora pra outra. Se a gente começar a refletir isto como sociedade, está aí um grande aprendizado que a gente teve”, acrescentou.

Veja abaixo a entrevista de Maurício Palma Nogueira sobre a greve dos caminhoneiros:

Foto: Arquivo / Agência Brasil

VEJA TAMBÉM

Exigência aumenta e indústria da carne reforça ações dedicadas ao bem-estar

Além do ponto de vista ético, tratamento adequado aos animais melhora a qualidade do produto; veja as principais ações dedicadas ao bem-estar e faça download de publicações atualizadas sobre o tema

Confira as fazendas em destaque do dia 16 de janeiro de 2019

Fazendas nos estados do Acre, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Manual de Boas Práticas de Manejo – Bovinos de Corte

Publicação está em consonância com os manuais de boas práticas de manejo lançados e atualizados pelo Grupo Etco e reúnes as informações mais importantes de cada um dos livretos; faça o download

Oxigênio da pecuária é margem, não o preço da arroba, destaca analista

Intensificando a gestão, pecuarista pode ganhar dinheiro em ciclos de alta e de baixa, afirmou consultor Rodrigo Albuquerque, editor do Notícias do Front

Quais foram os impactos e as lições da greve dos caminhoneiros para o Brasil?

12 junho 2018
BR-060, que liga Brasília a Goiânia

Nesta terça, 12, o Giro do Boi recebeu em estúdio o engenheiro agrônomo e diretor da Athenagro Pecuária, a divisão de pecuária da Agroconsult, Maurício Palma Nogueira. Em um dos dois blocos de entrevista concedida ao apresentador Mauro Sérgio Ortega, o consultor falou sobre os impactos da greve dos caminhoneiros para o setor produtivo brasileiro e também indicou as lições que a população pode tirar de toda a situação.

O agrônomo listou como leve a influência da paralisação na segunda safra de milho e na soja; como moderado a grave o impacto nas culturas de cana-de-açúcar e milho safrinha; entre grave e gravíssimos os problemas para a citricultura e também para o setor de proteínas.

Leia também
Rally da Pecuária 2018 será o maior da história, revela coordenador do projeto

Dentro do setor de proteínas, a pecuária de corte menos intensiva teve prejuízos menores. “Não quer dizer que seja melhor ficar com baixa tecnologia, foi um caso momentâneo”, ponderou Nogueira. Já as cadeias da avicultura e suinocultura foram mais afetadas pela greve.

No caso da pecuária intensiva, ainda que não haja mortandade de animais, como nas cadeias concorrentes, haverá um impacto no resultado da operação. Alguns confinamentos tiveram que mudar a dieta, o que pode levar a perdas de desempenho e, consequentemente, de resultado financeiro.

“É legítima a solicitação dos caminhoneiros, a paralisação. Eles foram defender um problema que estão enfrentando há anos, que é muito parecido com o do agronegócio. O que foi pedido já não é interessante, mas aí vem da cabeça do brasileiro achar que o governo tem que intervir. Por exemplo, tabelar o frete não tem sentido nenhum. Não vai dar certo, não tem como ir por essa alternativa. Não sei quais são as soluções, mas teriam que ser pensadas de uma maneira mais inteligente. E se a gente tiver um pouco de inteligência e consciência para analisar tudo isso, vai mostrar para a gente de fora do nosso setor o tanto que nós somos inadequados do ponto de vista logístico. Bastou quatro dias para a gente parar tudo, para esvaziar as gôndolas. O Brasil é um país extremamente despreparado do ponto de vista logístico”, classificou o consultor.

“O diesel é muito caro mesmo porque tem uma carga tributária enorme. Como você faria para resolver este problema? Diminuindo a carga, diminuindo o custo e as ineficiências do estado. Isto não se faz de uma hora pra outra. Se a gente começar a refletir isto como sociedade, está aí um grande aprendizado que a gente teve”, acrescentou.

Veja abaixo a entrevista de Maurício Palma Nogueira sobre a greve dos caminhoneiros:

Foto: Arquivo / Agência Brasil

VEJA TAMBÉM

Além do ponto de vista ético, tratamento adequado aos animais melhora a qualidade do produto; veja as principais ações dedicadas ao bem-estar e faça download de publicações atualizadas sobre o tema

Fazendas nos estados do Acre, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Publicação está em consonância com os manuais de boas práticas de manejo lançados e atualizados pelo Grupo Etco e reúnes as informações mais importantes de cada um dos livretos; faça o download

Intensificando a gestão, pecuarista pode ganhar dinheiro em ciclos de alta e de baixa, afirmou consultor Rodrigo Albuquerque, editor do Notícias do Front

Fazendas nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Diretor do Qualitas Melhoramento Genético afirma que ganho de peso deve ser de ao menos 675 g por dia para alcançar o resultado

Fazendas nos estados do Acre, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Publicação está em consonância com os manuais de boas práticas de manejo lançados e atualizados pelo Grupo Etco e reúnes as informações mais importantes de cada um dos livretos; faça o download

Pecuarista deve fazer download do Termo de Adesão e entregar assinado aos compradores de gado das unidades da indústria; veja como tirar suas dúvidas sobre o processo

Diretor do Qualitas Melhoramento Genético afirma que ganho de peso deve ser de ao menos 675 g por dia para alcançar o resultado

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE