Como agilizar o embarque de gado magro para a terminação em confinamento?

14 junho 2019
dia-mundial-logistica-2018-carne-bovina-brasil

O confinamento está trazendo à pecuária brasileira uma dinâmica diferente para a entressafra. Ao invés de estratégias para evitar a perda de peso, ou efeito sanfona, na época em que as chuvas cessam e os pastos secam, os produtores seguem ativos no mercado de reposição para terminar boiada em cocho.

Para auxiliar o produtor que está ativo na compra do boi magro no período da seca, o Giro na Estrada elencou dicas para quem vai receber desembarque da categoria em sua fazenda. “A principal diferença (para o embarque de gado gordo) é no processo após o desembarque porque esse animal ainda vai passar por uma segunda etapa com este pecuarista ou até em um boitel. É um trabalho que você tem que fazer de maneira mais planejada, a começar com maior intensidade de tratos durante o transporte, na contratação desses veículos, dessa transportadora para efetuar esta operação porque você precisa fazer de uma forma mais lenta, mais planejada, mais organizada”, destacou Leonardo Vieira, engenheiro agrônomo e coordenador de logística da Friboi.

“O mais importante é planejamento. O pecuarista que já faz o processo de engorda de gado magro precisa ter antecedência disto, verificar dentro da propriedade aonde vai ser realizado o desembarque, se vai fazer em retiro mais distante, como vai ser esta operação, até para flexibilizar o transporte. Com isso ele consegue fazer um agendamento de frota, trazer estes animais com tempo para a operação de engorda na propriedade e determinar o volume de veículos que vai utilizar nestas viagens”, acrescentou Vieira.

Entre os estados mais aquecidos para a reposição nesta entressafra está o Mato Grosso, que deve se confirmar, em 2019, como maior confinador do país mais uma vez. “Como está secando bastante os pastos no Mato Grosso, o estado todo está aquecido para a reposição. As regiões norte, sul, oeste, como em Pontes e Lacerda, vêm com volume grande porque o confinamento se consolidou como uma saída”, apontou o coordenador regional da TRP, Marcus Bueno.

Veja o quadro Giro na Estrada desta sexta, 14, completo no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

ILPF reduz temperatura em até 12º C e consumo de água em 20%

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Tempo seco chega para valer na região central do Brasil e pode causar queimadas

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Definido o melhor lote do mês de maio

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

2º Roda Sertaneja reúne produtores do norte mato-grossense em Alta Floresta-MT

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Como agilizar o embarque de gado magro para a terminação em confinamento?

14 junho 2019
dia-mundial-logistica-2018-carne-bovina-brasil

O confinamento está trazendo à pecuária brasileira uma dinâmica diferente para a entressafra. Ao invés de estratégias para evitar a perda de peso, ou efeito sanfona, na época em que as chuvas cessam e os pastos secam, os produtores seguem ativos no mercado de reposição para terminar boiada em cocho.

Para auxiliar o produtor que está ativo na compra do boi magro no período da seca, o Giro na Estrada elencou dicas para quem vai receber desembarque da categoria em sua fazenda. “A principal diferença (para o embarque de gado gordo) é no processo após o desembarque porque esse animal ainda vai passar por uma segunda etapa com este pecuarista ou até em um boitel. É um trabalho que você tem que fazer de maneira mais planejada, a começar com maior intensidade de tratos durante o transporte, na contratação desses veículos, dessa transportadora para efetuar esta operação porque você precisa fazer de uma forma mais lenta, mais planejada, mais organizada”, destacou Leonardo Vieira, engenheiro agrônomo e coordenador de logística da Friboi.

“O mais importante é planejamento. O pecuarista que já faz o processo de engorda de gado magro precisa ter antecedência disto, verificar dentro da propriedade aonde vai ser realizado o desembarque, se vai fazer em retiro mais distante, como vai ser esta operação, até para flexibilizar o transporte. Com isso ele consegue fazer um agendamento de frota, trazer estes animais com tempo para a operação de engorda na propriedade e determinar o volume de veículos que vai utilizar nestas viagens”, acrescentou Vieira.

Entre os estados mais aquecidos para a reposição nesta entressafra está o Mato Grosso, que deve se confirmar, em 2019, como maior confinador do país mais uma vez. “Como está secando bastante os pastos no Mato Grosso, o estado todo está aquecido para a reposição. As regiões norte, sul, oeste, como em Pontes e Lacerda, vêm com volume grande porque o confinamento se consolidou como uma saída”, apontou o coordenador regional da TRP, Marcus Bueno.

Veja o quadro Giro na Estrada desta sexta, 14, completo no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Fazenda localizada em Ribeirão Cascalheira, estado do Mato Grosso, foi destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Cerimônia foi marcada por assinatura de protocolo de intenções de colaboração entre ministérios da Agricultura, Meio Ambiente, Defesa e Relações Exteriores

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Advogado recomenda que produtor não assine notificações caso o fiscal não esclareça de forma satisfatória os motivos da penalização

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Quadro Giro na Estrada trouxe dicas de embarque aos invernistas ativos no mercado da reposição nesta entressafra

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE