Como combater o “caruru gigante” na sua lavoura?

14 março 2019
Palmer Amaranth - Amaranthus palmeri, Amaranth Family

Nesta quinta-feira, 14, o Giro do Boi levou ao ar um novo episódio da série sobre a importância dos sistemas integrados. Dessa vez, a entrevistada foi a pesquisadora da Embrapa Agrossilvipastoril, localizada em Sinop, MT, Fernanda Ikeda. A especialista explicou as causas, consequências e soluções para o combate de uma planta daninha que tem causado grandes prejuízos aos produtores de soja, milho e algodão, muitos deles que optaram em fazer a integração lavoura e pecuária. É o “caruru gigante”. Trata-se de uma invasora muito agressiva, de rápido crescimento, tolerante ao herbicida glifosato e que tem se alastrado no Mato Grosso, principalmente na região de Lucas do Rio Verde, região central do Estado.

Ikeda acrescentou que a prática da rotação de culturas é sempre recomendada pelos técnicos, mas muitas vezes não praticada pelos produtores. “Recomendamos a rotação para o controle de doenças, pragas e de plantas daninhas como o próprio caruru gigante”, disse.

Confira, abaixo, a entrevista completa da pesquisadora Fernanda Ikeda:

 

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 22 de agosto de 2019

Fazendas localizadas em Tocantins, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Giro Inspiração: como utilizar a ambição como combustível motivacional na fazenda?

Neste 4º episódio da série, consultora Helda Elaine explica diferença entre ganância e ambição e afirma que é por meio desta que o pecuarista faz sacrifícios pelos resultados

Agrônomo viaja o mundo pesquisando o agro e traz lições para o Brasil

Profissional foi contemplado com uma bolsa para realizar intercâmbio e, em entrevista, contou suas experiências e impressões sobre a produção rural mundo afora

Confira as fazendas em destaque do dia 21 de agosto de 2019

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Como combater o “caruru gigante” na sua lavoura?

14 março 2019
Palmer Amaranth - Amaranthus palmeri, Amaranth Family

Nesta quinta-feira, 14, o Giro do Boi levou ao ar um novo episódio da série sobre a importância dos sistemas integrados. Dessa vez, a entrevistada foi a pesquisadora da Embrapa Agrossilvipastoril, localizada em Sinop, MT, Fernanda Ikeda. A especialista explicou as causas, consequências e soluções para o combate de uma planta daninha que tem causado grandes prejuízos aos produtores de soja, milho e algodão, muitos deles que optaram em fazer a integração lavoura e pecuária. É o “caruru gigante”. Trata-se de uma invasora muito agressiva, de rápido crescimento, tolerante ao herbicida glifosato e que tem se alastrado no Mato Grosso, principalmente na região de Lucas do Rio Verde, região central do Estado.

Ikeda acrescentou que a prática da rotação de culturas é sempre recomendada pelos técnicos, mas muitas vezes não praticada pelos produtores. “Recomendamos a rotação para o controle de doenças, pragas e de plantas daninhas como o próprio caruru gigante”, disse.

Confira, abaixo, a entrevista completa da pesquisadora Fernanda Ikeda:

 

VEJA TAMBÉM

Fazendas localizadas em Tocantins, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Neste 4º episódio da série, consultora Helda Elaine explica diferença entre ganância e ambição e afirma que é por meio desta que o pecuarista faz sacrifícios pelos resultados

Profissional foi contemplado com uma bolsa para realizar intercâmbio e, em entrevista, contou suas experiências e impressões sobre a produção rural mundo afora

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Especialista apontou intensificação dos sistemas de produção, como semiconfinamento e confinamento, como principal fator de impacto para a melhoria

Professor da Mackenzie destaca que rastreabilidade traz “uma série de benefícios do ponto de vista prático e operacional” para os pecuaristas

Professor da Mackenzie destaca que rastreabilidade traz “uma série de benefícios do ponto de vista prático e operacional” para os pecuaristas

Segundo consultor jurídico, texto deixa brecha para que empreendedores familiares não tenham liberdade econômica plena em relação a contratos agrários

Fêmeas podem receber preço de boi mais premiações do Protocolo Sinal Verde, Europa/Hilton e Protocolo 1953

Fazendas localizadas em Tocantins, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE