Consultor alerta para os perigos dos contratos de arrendamento e parceria mal elaborados

18 junho 2019
capa direito agrario

Contratos mal elaborados, com cláusulas dúbias, são perigosas para o produtor rural. Quem fez o alerta no Giro do Boi desta terça, 18, foi o advogado, professor de pós-graduação de direito agrário e ambiental, consultor jurídico e sócio-diretor da P&M Consultoria Jurídica, Pedro Puttini Mendes.

Durante o quadro Direito Agrário, Puttini reforçou que contratos de arrendamento e parceria são balizados pelo Estatuto da Terra e devem levar em consideração as particularidades de cada área a ser negociada. Veja abaixo as principais cautelas recomendadas pelo consultor:

– Lembrar de anexar documentos relevantes como análises de solo para que haja referência de como a área será devolvida;
– Informar um memorial descritivo detalhado, contendo não somente o tamanho da área, mas todos os seus limites passíveis de uso;
– Anexar as avaliações periciais imobiliárias para que esteja claro que é indenizável e o que pode ser considerado benfeitoria;
– Fixação de preços: estabelecer se o arrendamento ou a parceria será remunerada em quantia fixa ou em produtos (mais arriscado, pois o preço pode flutuar);
– Detalhar as fórmulas para reajustes de valores;
– Prazos do contrato;
– Contemplar os limites do que pode ou não ser feito pelo arrendador na propriedade ao longo do período;
– Ao arrendador, consultor o histórico do arrendatário como referências financeiras junto a órgãos de proteção ao crédito, checar se há restrições em seu nome;
– Estabelecer garantias para o caso de quebra de safras, seja na pecuária ou agricultura;
– Informar com clareza os vencimentos das prestações;
– Indicar quem será responsável pelas obrigações legais, como outorgas, licenças e anuências;
– Antes de firmar o contrato, conhecer em detalhes a área a ser arrendada.

Dúvidas relacionadas ao tema ou sugestões de assuntos para o quadro podem ser enviadas ao e-mail contato@pmadvocacia.com.

Veja os detalhes no vídeo:

VEJA TAMBÉM

Quem planta com calagem colhe mais arrobas por hectare

Pesquisadora da Embrapa afirma que a cada R$ 1 investido em calagem do solo, pecuarista tem retorno de até R$ 3 pelo aumento de produção de arrobas

O que é economia colaborativa e como ela faz o pecuarista aprender mais gastando menos?

“Em mundo de Uber, de Airbnb e de economia colaborativa, a gente não pode ficar de fora”, indicou o zootecnista e consultor Antônio Chaker

Revelados os vencedores da disputa para melhores lotes do início de outubro

Escolhidos em votação pelo site do programa seguirão para eleição que vai decidir o melhor de todo o mês

Pimenta Bueno-RO recebe etapa do Circuito Nelore 2019

Abate técnico realizado pelo Nelore do Brasil ocorreu entre 16 e 17/10 fez avaliação de 600 carcaças

Consultor alerta para os perigos dos contratos de arrendamento e parceria mal elaborados

18 junho 2019
capa direito agrario

Contratos mal elaborados, com cláusulas dúbias, são perigosas para o produtor rural. Quem fez o alerta no Giro do Boi desta terça, 18, foi o advogado, professor de pós-graduação de direito agrário e ambiental, consultor jurídico e sócio-diretor da P&M Consultoria Jurídica, Pedro Puttini Mendes.

Durante o quadro Direito Agrário, Puttini reforçou que contratos de arrendamento e parceria são balizados pelo Estatuto da Terra e devem levar em consideração as particularidades de cada área a ser negociada. Veja abaixo as principais cautelas recomendadas pelo consultor:

– Lembrar de anexar documentos relevantes como análises de solo para que haja referência de como a área será devolvida;
– Informar um memorial descritivo detalhado, contendo não somente o tamanho da área, mas todos os seus limites passíveis de uso;
– Anexar as avaliações periciais imobiliárias para que esteja claro que é indenizável e o que pode ser considerado benfeitoria;
– Fixação de preços: estabelecer se o arrendamento ou a parceria será remunerada em quantia fixa ou em produtos (mais arriscado, pois o preço pode flutuar);
– Detalhar as fórmulas para reajustes de valores;
– Prazos do contrato;
– Contemplar os limites do que pode ou não ser feito pelo arrendador na propriedade ao longo do período;
– Ao arrendador, consultor o histórico do arrendatário como referências financeiras junto a órgãos de proteção ao crédito, checar se há restrições em seu nome;
– Estabelecer garantias para o caso de quebra de safras, seja na pecuária ou agricultura;
– Informar com clareza os vencimentos das prestações;
– Indicar quem será responsável pelas obrigações legais, como outorgas, licenças e anuências;
– Antes de firmar o contrato, conhecer em detalhes a área a ser arrendada.

Dúvidas relacionadas ao tema ou sugestões de assuntos para o quadro podem ser enviadas ao e-mail contato@pmadvocacia.com.

Veja os detalhes no vídeo:

VEJA TAMBÉM

Pesquisadora da Embrapa afirma que a cada R$ 1 investido em calagem do solo, pecuarista tem retorno de até R$ 3 pelo aumento de produção de arrobas

“Em mundo de Uber, de Airbnb e de economia colaborativa, a gente não pode ficar de fora”, indicou o zootecnista e consultor Antônio Chaker

Escolhidos em votação pelo site do programa seguirão para eleição que vai decidir o melhor de todo o mês

Abate técnico realizado pelo Nelore do Brasil ocorreu entre 16 e 17/10 fez avaliação de 600 carcaças

Protocolo remunera produtores com prêmios de até 13/@ para os machos que atendem o padrão; fêmeas são remuneradas com preço de boi mais bônus

Fazenda localizada no município de Juara, no Mato Grosso foi destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Conheça e aprenda a usar a “ferramenta Wagner Pires” de diagnóstico de pastagens para tomar a melhor decisão na hora de retomar a produtividade em sua fazenda

Escolhidos em votação pelo site do programa seguirão para eleição que vai decidir o melhor de todo o mês

Protocolo remunera produtores com prêmios de até 13/@ para os machos que atendem o padrão; fêmeas são remuneradas com preço de boi mais bônus

Abate técnico realizado pelo Nelore do Brasil ocorreu entre 16 e 17/10 fez avaliação de 600 carcaças

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE