Cursos de inglês no agro ganham força no Brasil

20 março 2019
ingles para o agro

Nesta quarta-feira, 20, o Giro do Boi recebeu no estúdio a professora de inglês, Rízia Prado, para falar de uma tendência que está cada vez mais presente no cotidiano dos profissionais que trabalham no agronegócio brasileiro, a boa comunicação e o entendimento do mundo globalizado com a língua mais falada no mundo. A busca por informações e por conhecimento tem sido mais exigidos do produtor rural. São conexões digitais, palestras, reuniões, dias de campo e necessidade de interpretações simultâneas que fizeram com que a professora criasse uma empresa com métodos capazes de, em apenas seis meses, fazer com que a pessoa consiga interpretar o agro na língua inglesa.

Em dois anos, já foram formados no Brasil mais de mil pessoas, agora mais ambientadas ao segmento do agronegócio global. Formada pela Universidade de Oxford, NY – EUA, Rízia também explicou que, para o caso do pecuarista, existem aulas que o ajuda a conhecer melhor os métodos de manejo de pastagens mais utilizados no mundo. Os cursos envolvem simulações, vocabulários e treinamentos auditivos, de leitura, fala e escrita. São destinados para pesquisadores da área, agrônomos, veterinários, zootecnistas, agropecuaristas e para o público em geral.         

Confira, abaixo, os detalhes do método de ensino na entrevista da professora:

 

Mais informações sobre o curso acesse: greengoingles.com.br

VEJA TAMBÉM

Veja imagens do Dia de Campo da Fazenda Barra, em Cassilândia-MS

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Confira as fazendas em destaque do dia 15 de julho de 2019

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Com desembolso somente após abate, boitel em SP oferece 4 modelos de negócios a pecuaristas

Unidade no município de Castilho atende criadores com propriedades em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais

Aplicativo ajuda no cálculo do custo de produção e margem de ganho

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Cursos de inglês no agro ganham força no Brasil

20 março 2019
ingles para o agro

Nesta quarta-feira, 20, o Giro do Boi recebeu no estúdio a professora de inglês, Rízia Prado, para falar de uma tendência que está cada vez mais presente no cotidiano dos profissionais que trabalham no agronegócio brasileiro, a boa comunicação e o entendimento do mundo globalizado com a língua mais falada no mundo. A busca por informações e por conhecimento tem sido mais exigidos do produtor rural. São conexões digitais, palestras, reuniões, dias de campo e necessidade de interpretações simultâneas que fizeram com que a professora criasse uma empresa com métodos capazes de, em apenas seis meses, fazer com que a pessoa consiga interpretar o agro na língua inglesa.

Em dois anos, já foram formados no Brasil mais de mil pessoas, agora mais ambientadas ao segmento do agronegócio global. Formada pela Universidade de Oxford, NY – EUA, Rízia também explicou que, para o caso do pecuarista, existem aulas que o ajuda a conhecer melhor os métodos de manejo de pastagens mais utilizados no mundo. Os cursos envolvem simulações, vocabulários e treinamentos auditivos, de leitura, fala e escrita. São destinados para pesquisadores da área, agrônomos, veterinários, zootecnistas, agropecuaristas e para o público em geral.         

Confira, abaixo, os detalhes do método de ensino na entrevista da professora:

 

Mais informações sobre o curso acesse: greengoingles.com.br

VEJA TAMBÉM

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Unidade no município de Castilho atende criadores com propriedades em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Frente fria vai embora e temperatura deve subir em estados do Centro-Oeste, Norte e Sudeste do Brasil, com máximas que podem chegar aos 35º C

Animais abatidos no Protocolo 1953 foram enviados por fazenda localizada no município de Cáceres, estado do Mato Grosso

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Gerente do Rabobank Brasil aponta as duas primeiras medidas para o produtor transformar sua fazenda em uma empresa rural

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE