Friboi celebra com pecuaristas primeiro ano de sucesso do Protocolo 1953

19 abril 2019
1953

Ao completar o primeiro ano de lançamento do protocolo multiraças, que prestigia e valoriza a produção de carne de qualidade, a Friboi reuniu na cidade de São Paulo 25 dos mais renomados pecuaristas do Brasil para apresentar os números e celebrar o sucesso do Protocolo 1953, que homenageia o ano de fundação da companhia no país. Durante uma confraria, os fazendeiros puderam entender melhor a importância dos cruzamentos e do capricho no uso de tecnologias de produção, além de saborear a carne que está caindo no gosto do consumidor.

O diretor executivo de Originação da Friboi, o zootecnista Eduardo Pedroso, explicou, durante o evento, que os números consolidados não deixam dúvidas da importância da união do elo da cadeia produtiva da carne bovina de qualidade no país. “Planejamento é uma palavra fundamental para o sucesso dos pecuaristas, indústria, varejo e consumidor. Tudo é garantido através de contrato de venda da matéria prima por parte do fazendeiro e, também por contrato, a entrega para os pontos de comercialização onde não pode haver rupturas no fornecimento”, disse, lembrando que “uma vez a dona de casa experimentando e gostando da grife de carne premium, ela não pode ficar sem o produto”.

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 vai de encontro às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio pelos clientes/fornecedores, principalmente através de Boi a Termo (mercado futuro) para que não ocorra a falta do produto nas gôndolas do varejo.

Numa reportagem, o programa Giro do Boi, explicou os conceitos do Protocolo 1953 (ano de fundação da Friboi no Brasil), que é uma semelhança a um outro protocolo que também homenageia uma marca de carne, essa famosa mundialmente: a 1855, uma menção ao ano de fundação da Swift. Nesta mesma reportagem, apresentamos alguns dos clientes/fornecedores em suas propriedades; a alegria deles em serem remunerados pela qualidade de seus produtos e pelo reconhecimento de suas respectivas raças bovinas; ouvimos os pecuaristas que participaram da confraria; e as pretensões da indústria em fortalecer os clientes em ampliar o fornecimento do Protocolo 1953 tanto no Brasil, quanto no mercado mundial.

Números do 1º ano do Protocolo 1953:

  • 550 pecuaristas fornecedores;
  • 100 mil animais abatidos, sendo 60% certificados no protocolo;
  • 5 mil toneladas de carne entregues no mercado;
  • 8 mil pontos de venda no Brasil, sendo 3,5 mil efetivas.        

Confira, abaixo, uma reportagem que apresenta o conceito do Protocolo 1953 e como foi o encontro dos produtores:

VEJA TAMBÉM

4 atitudes para você ser um líder exemplar para a equipe de sua fazenda

“100% dos problemas são resolvidos através da liderança. A fazenda é sempre reflexo de seu líder imediato”, afirmou consultor no quadro Dicas do Chaker

Veja o resultado da votação para os melhores lotes do início de maio

Grupos de animais meio-sangue e Nelore foram os mais votados nas primeiras semanas do mês e se classificaram para votação a ser realizada ao fim de maio

Veja como é feita uma das mais complexas operações de logística de gado magro do Brasil

Mega Leilão, realizado no MT, comercializou quase 20 mil animais em uma de suas etapas de 2019; entenda os desafios do transporte boiadeiro para o evento

Inmet prevê chuva forte e granizo para SP, Triângulo Mineiro e parte de Goiás

Instabilidade vinda do Oceano Atlântico reflete em precipitações ao longo do litoral do Sudeste até a Bahia; chuvas chegarão também ao Brasil Central durante o fim de semana

Friboi celebra com pecuaristas primeiro ano de sucesso do Protocolo 1953

19 abril 2019
1953

Ao completar o primeiro ano de lançamento do protocolo multiraças, que prestigia e valoriza a produção de carne de qualidade, a Friboi reuniu na cidade de São Paulo 25 dos mais renomados pecuaristas do Brasil para apresentar os números e celebrar o sucesso do Protocolo 1953, que homenageia o ano de fundação da companhia no país. Durante uma confraria, os fazendeiros puderam entender melhor a importância dos cruzamentos e do capricho no uso de tecnologias de produção, além de saborear a carne que está caindo no gosto do consumidor.

O diretor executivo de Originação da Friboi, o zootecnista Eduardo Pedroso, explicou, durante o evento, que os números consolidados não deixam dúvidas da importância da união do elo da cadeia produtiva da carne bovina de qualidade no país. “Planejamento é uma palavra fundamental para o sucesso dos pecuaristas, indústria, varejo e consumidor. Tudo é garantido através de contrato de venda da matéria prima por parte do fazendeiro e, também por contrato, a entrega para os pontos de comercialização onde não pode haver rupturas no fornecimento”, disse, lembrando que “uma vez a dona de casa experimentando e gostando da grife de carne premium, ela não pode ficar sem o produto”.

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 vai de encontro às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio pelos clientes/fornecedores, principalmente através de Boi a Termo (mercado futuro) para que não ocorra a falta do produto nas gôndolas do varejo.

Numa reportagem, o programa Giro do Boi, explicou os conceitos do Protocolo 1953 (ano de fundação da Friboi no Brasil), que é uma semelhança a um outro protocolo que também homenageia uma marca de carne, essa famosa mundialmente: a 1855, uma menção ao ano de fundação da Swift. Nesta mesma reportagem, apresentamos alguns dos clientes/fornecedores em suas propriedades; a alegria deles em serem remunerados pela qualidade de seus produtos e pelo reconhecimento de suas respectivas raças bovinas; ouvimos os pecuaristas que participaram da confraria; e as pretensões da indústria em fortalecer os clientes em ampliar o fornecimento do Protocolo 1953 tanto no Brasil, quanto no mercado mundial.

Números do 1º ano do Protocolo 1953:

  • 550 pecuaristas fornecedores;
  • 100 mil animais abatidos, sendo 60% certificados no protocolo;
  • 5 mil toneladas de carne entregues no mercado;
  • 8 mil pontos de venda no Brasil, sendo 3,5 mil efetivas.        

Confira, abaixo, uma reportagem que apresenta o conceito do Protocolo 1953 e como foi o encontro dos produtores:

VEJA TAMBÉM

“100% dos problemas são resolvidos através da liderança. A fazenda é sempre reflexo de seu líder imediato”, afirmou consultor no quadro Dicas do Chaker

Grupos de animais meio-sangue e Nelore foram os mais votados nas primeiras semanas do mês e se classificaram para votação a ser realizada ao fim de maio

Mega Leilão, realizado no MT, comercializou quase 20 mil animais em uma de suas etapas de 2019; entenda os desafios do transporte boiadeiro para o evento

Instabilidade vinda do Oceano Atlântico reflete em precipitações ao longo do litoral do Sudeste até a Bahia; chuvas chegarão também ao Brasil Central durante o fim de semana

Na Fazenda Conforto, em Nova Crixás-GO, propriedade do empresário Xandy Negrão, o sucesso da terminação em cocho começa a ser construído nos chamados setores de recria intensificada; entenda

Na série Embrapa em Ação, pesquisador apresenta régua de manejo de pastagem e como identificar alturas certas de entrada e saída do gado no piquete

Mega Leilão, realizado no MT, comercializou quase 20 mil animais em uma de suas etapas de 2019; entenda os desafios do transporte boiadeiro para o evento

Consultor jurídico dá dicas para proprietário não sofrer punições de órgãos ambientais responsáveis e explica o PRA, Programa de Regularização Ambiental

Na Fazenda Conforto, em Nova Crixás-GO, propriedade do empresário Xandy Negrão, o sucesso da terminação em cocho começa a ser construído nos chamados setores de recria intensificada; entenda

Fazendas em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE