Mateus Paranhos lamenta erros elementares em confinamentos; veja quais são e como corrigir

01 fevereiro 2019
WhatsApp Image 2017-08-15 at 12.48.44

Em entrevista que o Giro do Boi exibiu novamente nesta sexta, dia 1º, o professor da Unesp de Jaboticabal-SP, Mateus Paranhos, zootecnista, pós-doutor em bem-estar animal e coordenador do Grupo Etco, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal, reprovou alguns erros elementares cometidos por pecuaristas ao levar o gado para a terminação em cocho.

“Que bovino está indo pro confinamento? É um bovino que foi preparado para isto e você quer tirar o melhor produto no final ou é quase uma situação de urgência ou emergência para reduzir o números de animais mortos porque não foi feito um bom trabalho na seca para as pastagens? Então, baseado nisso, a primeira imagem do confinamento tem que ser analisada com muito cuidado. Eu acho que ainda existem erros elementares sendo cometidos”, indagou.

“Esses erros passam pelo universo da nutrição, pelo universo do ambiente, pelo universo do manejo. Com tudo, em algum momento, tem alguma coisa errada. Por exemplo, o gado chega do transporte de uma grande distância e já entra no processamento, recebe vacina. A vacina em um animal estressado não vai funcionar. A gente sabe que uma porcentagem dos animais não vai reagir ao estímulo que a vacina traz. Então detalhes como estes ainda são comuns, frequentes, de ocorrer no confinamento. A gente espera que com o tempo isso vá reduzindo e que as pessoas se estruturem para fazer um trabalho melhor”, resumiu o pesquisador.

Na entrevista à equipe de reportagem do Giro do Boi, Paranhos fez suas considerações sobre o mais novo Manual de Boas Práticas de Manejo lançado pelo Grupo Etco, que trata justamente de confinamento. O livreto reúne dicas de bem-estar para animais que terão como destino a engorda intensiva.

A entrevista completa de Mateus Paranhos ao Giro do Boi pode ser vista clicando no player a seguir:

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 22 de agosto de 2019

Fazendas localizadas em Tocantins, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Giro Inspiração: como utilizar a ambição como combustível motivacional na fazenda?

Neste 4º episódio da série, consultora Helda Elaine explica diferença entre ganância e ambição e afirma que é por meio desta que o pecuarista faz sacrifícios pelos resultados

Agrônomo viaja o mundo pesquisando o agro e traz lições para o Brasil

Profissional foi contemplado com uma bolsa para realizar intercâmbio e, em entrevista, contou suas experiências e impressões sobre a produção rural mundo afora

Confira as fazendas em destaque do dia 21 de agosto de 2019

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Mateus Paranhos lamenta erros elementares em confinamentos; veja quais são e como corrigir

01 fevereiro 2019
WhatsApp Image 2017-08-15 at 12.48.44

Em entrevista que o Giro do Boi exibiu novamente nesta sexta, dia 1º, o professor da Unesp de Jaboticabal-SP, Mateus Paranhos, zootecnista, pós-doutor em bem-estar animal e coordenador do Grupo Etco, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal, reprovou alguns erros elementares cometidos por pecuaristas ao levar o gado para a terminação em cocho.

“Que bovino está indo pro confinamento? É um bovino que foi preparado para isto e você quer tirar o melhor produto no final ou é quase uma situação de urgência ou emergência para reduzir o números de animais mortos porque não foi feito um bom trabalho na seca para as pastagens? Então, baseado nisso, a primeira imagem do confinamento tem que ser analisada com muito cuidado. Eu acho que ainda existem erros elementares sendo cometidos”, indagou.

“Esses erros passam pelo universo da nutrição, pelo universo do ambiente, pelo universo do manejo. Com tudo, em algum momento, tem alguma coisa errada. Por exemplo, o gado chega do transporte de uma grande distância e já entra no processamento, recebe vacina. A vacina em um animal estressado não vai funcionar. A gente sabe que uma porcentagem dos animais não vai reagir ao estímulo que a vacina traz. Então detalhes como estes ainda são comuns, frequentes, de ocorrer no confinamento. A gente espera que com o tempo isso vá reduzindo e que as pessoas se estruturem para fazer um trabalho melhor”, resumiu o pesquisador.

Na entrevista à equipe de reportagem do Giro do Boi, Paranhos fez suas considerações sobre o mais novo Manual de Boas Práticas de Manejo lançado pelo Grupo Etco, que trata justamente de confinamento. O livreto reúne dicas de bem-estar para animais que terão como destino a engorda intensiva.

A entrevista completa de Mateus Paranhos ao Giro do Boi pode ser vista clicando no player a seguir:

VEJA TAMBÉM

Fazendas localizadas em Tocantins, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Neste 4º episódio da série, consultora Helda Elaine explica diferença entre ganância e ambição e afirma que é por meio desta que o pecuarista faz sacrifícios pelos resultados

Profissional foi contemplado com uma bolsa para realizar intercâmbio e, em entrevista, contou suas experiências e impressões sobre a produção rural mundo afora

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Especialista apontou intensificação dos sistemas de produção, como semiconfinamento e confinamento, como principal fator de impacto para a melhoria

Professor da Mackenzie destaca que rastreabilidade traz “uma série de benefícios do ponto de vista prático e operacional” para os pecuaristas

Professor da Mackenzie destaca que rastreabilidade traz “uma série de benefícios do ponto de vista prático e operacional” para os pecuaristas

Segundo consultor jurídico, texto deixa brecha para que empreendedores familiares não tenham liberdade econômica plena em relação a contratos agrários

Fêmeas podem receber preço de boi mais premiações do Protocolo Sinal Verde, Europa/Hilton e Protocolo 1953

Fazendas localizadas em Tocantins, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE