O que fazer ao receber um auto de infração ambiental? Consultor jurídico responde

13 junho 2019
cadastro-ambiental-rural-perdeu-prazo-recomendacoes

O que o produtor rural deve fazer assim que recebe um auto de infração referente à transgressão da legislação ambiental? No quadro Direito Agrário exibido nesta quinta, 13, o advogado, professor de pós-graduação de direito agrário e ambiental, consultor jurídico e sócio-diretor da P&M Consultoria Jurídica, Pedro Puttini Mendes respondeu à dúvida.

Segundo Puttini, o proprietário deve pedir a identificação do fiscal responsável por entregar o auto de infração, observar se ele está devidamente caracterizado e de qual órgão é, ou seja, qual a origem da notificação (da Polícia Ambiental, Ibama ou outros órgãos estaduais, por exemplo).

O consultor destacou que o produtor tem o direito de responder dúvidas dos fiscais no momento da fiscalização conforme seus cadastros já preenchidos e entregues às autoridades responsáveis, como CCIR, CAR e até motivar o fiscal a acionar os técnicos responsáveis por estes documentos, como um engenheiro ambiental. Lembre quais são estes cadastros no link abaixo:

+ Seis cadastros obrigatórios para o produtor rural garantir sua segurança jurídica

O fiscal, então, deve ser orientado pelo produtor a buscar estes documentos previamente existentes para que faça parte do contexto de seu auto de infração não somente aquilo observado em campo, mas também o que já está homologado, certificado em órgãos competentes.

Caso o fiscal não forneça as informações necessárias, como a lei infringida e mais detalhes sobre o porquê de ele estar sendo penalizado, o proprietário não é obrigado a assinar o recebimento da notificação. “São requisitos mínimos que, se não observados pelo fiscal no momento da fiscalização, podem gerar uma boa defesa para o produtor e acabar anulando esta multa. Interessante: o produtor não deve assinar o auto de infração se ele não estiver descrevendo corretamente os fatos que foram ali fiscalizados”, recomendou.

Mais dúvidas podem ser enviadas para o e-mail contato@pmadvocacia.com. Veja as considerações de Pedro Puttini Mendes na íntegra pelo vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

ILPF reduz temperatura em até 12º C e consumo de água em 20%

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Tempo seco chega para valer na região central do Brasil e pode causar queimadas

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Definido o melhor lote do mês de maio

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

2º Roda Sertaneja reúne produtores do norte mato-grossense em Alta Floresta-MT

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

O que fazer ao receber um auto de infração ambiental? Consultor jurídico responde

13 junho 2019
cadastro-ambiental-rural-perdeu-prazo-recomendacoes

O que o produtor rural deve fazer assim que recebe um auto de infração referente à transgressão da legislação ambiental? No quadro Direito Agrário exibido nesta quinta, 13, o advogado, professor de pós-graduação de direito agrário e ambiental, consultor jurídico e sócio-diretor da P&M Consultoria Jurídica, Pedro Puttini Mendes respondeu à dúvida.

Segundo Puttini, o proprietário deve pedir a identificação do fiscal responsável por entregar o auto de infração, observar se ele está devidamente caracterizado e de qual órgão é, ou seja, qual a origem da notificação (da Polícia Ambiental, Ibama ou outros órgãos estaduais, por exemplo).

O consultor destacou que o produtor tem o direito de responder dúvidas dos fiscais no momento da fiscalização conforme seus cadastros já preenchidos e entregues às autoridades responsáveis, como CCIR, CAR e até motivar o fiscal a acionar os técnicos responsáveis por estes documentos, como um engenheiro ambiental. Lembre quais são estes cadastros no link abaixo:

+ Seis cadastros obrigatórios para o produtor rural garantir sua segurança jurídica

O fiscal, então, deve ser orientado pelo produtor a buscar estes documentos previamente existentes para que faça parte do contexto de seu auto de infração não somente aquilo observado em campo, mas também o que já está homologado, certificado em órgãos competentes.

Caso o fiscal não forneça as informações necessárias, como a lei infringida e mais detalhes sobre o porquê de ele estar sendo penalizado, o proprietário não é obrigado a assinar o recebimento da notificação. “São requisitos mínimos que, se não observados pelo fiscal no momento da fiscalização, podem gerar uma boa defesa para o produtor e acabar anulando esta multa. Interessante: o produtor não deve assinar o auto de infração se ele não estiver descrevendo corretamente os fatos que foram ali fiscalizados”, recomendou.

Mais dúvidas podem ser enviadas para o e-mail contato@pmadvocacia.com. Veja as considerações de Pedro Puttini Mendes na íntegra pelo vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Fazenda localizada em Ribeirão Cascalheira, estado do Mato Grosso, foi destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Cerimônia foi marcada por assinatura de protocolo de intenções de colaboração entre ministérios da Agricultura, Meio Ambiente, Defesa e Relações Exteriores

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Advogado recomenda que produtor não assine notificações caso o fiscal não esclareça de forma satisfatória os motivos da penalização

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Quadro Giro na Estrada trouxe dicas de embarque aos invernistas ativos no mercado da reposição nesta entressafra

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE