O que são micotoxinas e como podem comprometer o desempenho do gado em confinamento

08 janeiro 2019
FOTO REDIMENSIONADA 03

O Giro do Boi desta terça, 08, fez um alerta aos pecuaristas que terminam gado em confinamento e que podem ter um inimigo oculto nas dietas intensivas: as micotoxinas. São substâncias potencialmente tóxicas produzidas por fungos e que estão presentes em 100% das amostras de ração de confinamento do Brasil, conforme atestou uma coleta de um estudo desenvolvido pela zootecnista Letícia Custódio, mestre em ciência animal e pastagens e conservação de forragens pela Esalq-USP e doutoranda em zootecnia pela FCAV-Unesp e pela Apta.

Dependendo da concentração das toxinas na ração, a micotoxina pode levar até à morte, ainda que casos extremos em bovinos sejam raros. O que é realmente comum é a perda de desempenho em ganho de peso, que pode ser até 200 g por dia menor do que em animais que consomem alimentos com concentração baixa da substância. De acordo com a pesquisa, animais que receberam rações com contaminação baixa ganharam por dia 1,770 kg, enquanto animais que consumiram rações com contaminações mais altas ganharam 1,510 kg.

“Esse impacto vai ser muito dependente da contaminação. […] Se for uma contaminação alta, o impacto é agressivo, porque pode ocasionar até morte dos animais. Se for uma contaminação mais baixa, ocasiona a perda de desempenho, então uma perda de 200 gramas por dia em confinamento no ganho médio diário”, quantificou a pesquisadora.

Veja a entrevista completa de Letícia Custódio ao Giro do Boi:

VEJA TAMBÉM

Exigência aumenta e indústria da carne reforça ações dedicadas ao bem-estar

Além do ponto de vista ético, tratamento adequado aos animais melhora a qualidade do produto; veja as principais ações dedicadas ao bem-estar e faça download de publicações atualizadas sobre o tema

Confira as fazendas em destaque do dia 16 de janeiro de 2019

Fazendas nos estados do Acre, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Manual de Boas Práticas de Manejo – Bovinos de Corte

Publicação está em consonância com os manuais de boas práticas de manejo lançados e atualizados pelo Grupo Etco e reúnes as informações mais importantes de cada um dos livretos; faça o download

Oxigênio da pecuária é margem, não o preço da arroba, destaca analista

Intensificando a gestão, pecuarista pode ganhar dinheiro em ciclos de alta e de baixa, afirmou consultor Rodrigo Albuquerque, editor do Notícias do Front

O que são micotoxinas e como podem comprometer o desempenho do gado em confinamento

08 janeiro 2019
FOTO REDIMENSIONADA 03

O Giro do Boi desta terça, 08, fez um alerta aos pecuaristas que terminam gado em confinamento e que podem ter um inimigo oculto nas dietas intensivas: as micotoxinas. São substâncias potencialmente tóxicas produzidas por fungos e que estão presentes em 100% das amostras de ração de confinamento do Brasil, conforme atestou uma coleta de um estudo desenvolvido pela zootecnista Letícia Custódio, mestre em ciência animal e pastagens e conservação de forragens pela Esalq-USP e doutoranda em zootecnia pela FCAV-Unesp e pela Apta.

Dependendo da concentração das toxinas na ração, a micotoxina pode levar até à morte, ainda que casos extremos em bovinos sejam raros. O que é realmente comum é a perda de desempenho em ganho de peso, que pode ser até 200 g por dia menor do que em animais que consomem alimentos com concentração baixa da substância. De acordo com a pesquisa, animais que receberam rações com contaminação baixa ganharam por dia 1,770 kg, enquanto animais que consumiram rações com contaminações mais altas ganharam 1,510 kg.

“Esse impacto vai ser muito dependente da contaminação. […] Se for uma contaminação alta, o impacto é agressivo, porque pode ocasionar até morte dos animais. Se for uma contaminação mais baixa, ocasiona a perda de desempenho, então uma perda de 200 gramas por dia em confinamento no ganho médio diário”, quantificou a pesquisadora.

Veja a entrevista completa de Letícia Custódio ao Giro do Boi:

VEJA TAMBÉM

Além do ponto de vista ético, tratamento adequado aos animais melhora a qualidade do produto; veja as principais ações dedicadas ao bem-estar e faça download de publicações atualizadas sobre o tema

Fazendas nos estados do Acre, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Publicação está em consonância com os manuais de boas práticas de manejo lançados e atualizados pelo Grupo Etco e reúnes as informações mais importantes de cada um dos livretos; faça o download

Intensificando a gestão, pecuarista pode ganhar dinheiro em ciclos de alta e de baixa, afirmou consultor Rodrigo Albuquerque, editor do Notícias do Front

Fazendas nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Diretor do Qualitas Melhoramento Genético afirma que ganho de peso deve ser de ao menos 675 g por dia para alcançar o resultado

Fazendas nos estados do Acre, São Paulo e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Publicação está em consonância com os manuais de boas práticas de manejo lançados e atualizados pelo Grupo Etco e reúnes as informações mais importantes de cada um dos livretos; faça o download

Pecuarista deve fazer download do Termo de Adesão e entregar assinado aos compradores de gado das unidades da indústria; veja como tirar suas dúvidas sobre o processo

Diretor do Qualitas Melhoramento Genético afirma que ganho de peso deve ser de ao menos 675 g por dia para alcançar o resultado

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE