O que são micotoxinas e como podem comprometer o desempenho do gado em confinamento

08 janeiro 2019
FOTO REDIMENSIONADA 03

O Giro do Boi desta terça, 08, fez um alerta aos pecuaristas que terminam gado em confinamento e que podem ter um inimigo oculto nas dietas intensivas: as micotoxinas. São substâncias potencialmente tóxicas produzidas por fungos e que estão presentes em 100% das amostras de ração de confinamento do Brasil, conforme atestou uma coleta de um estudo desenvolvido pela zootecnista Letícia Custódio, mestre em ciência animal e pastagens e conservação de forragens pela Esalq-USP e doutoranda em zootecnia pela FCAV-Unesp e pela Apta.

Dependendo da concentração das toxinas na ração, a micotoxina pode levar até à morte, ainda que casos extremos em bovinos sejam raros. O que é realmente comum é a perda de desempenho em ganho de peso, que pode ser até 200 g por dia menor do que em animais que consomem alimentos com concentração baixa da substância. De acordo com a pesquisa, animais que receberam rações com contaminação baixa ganharam por dia 1,770 kg, enquanto animais que consumiram rações com contaminações mais altas ganharam 1,510 kg.

“Esse impacto vai ser muito dependente da contaminação. […] Se for uma contaminação alta, o impacto é agressivo, porque pode ocasionar até morte dos animais. Se for uma contaminação mais baixa, ocasiona a perda de desempenho, então uma perda de 200 gramas por dia em confinamento no ganho médio diário”, quantificou a pesquisadora.

Veja a entrevista completa de Letícia Custódio ao Giro do Boi:

VEJA TAMBÉM

ILPF reduz temperatura em até 12º C e consumo de água em 20%

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Tempo seco chega para valer na região central do Brasil e pode causar queimadas

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Definido o melhor lote do mês de maio

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

2º Roda Sertaneja reúne produtores do norte mato-grossense em Alta Floresta-MT

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

O que são micotoxinas e como podem comprometer o desempenho do gado em confinamento

08 janeiro 2019
FOTO REDIMENSIONADA 03

O Giro do Boi desta terça, 08, fez um alerta aos pecuaristas que terminam gado em confinamento e que podem ter um inimigo oculto nas dietas intensivas: as micotoxinas. São substâncias potencialmente tóxicas produzidas por fungos e que estão presentes em 100% das amostras de ração de confinamento do Brasil, conforme atestou uma coleta de um estudo desenvolvido pela zootecnista Letícia Custódio, mestre em ciência animal e pastagens e conservação de forragens pela Esalq-USP e doutoranda em zootecnia pela FCAV-Unesp e pela Apta.

Dependendo da concentração das toxinas na ração, a micotoxina pode levar até à morte, ainda que casos extremos em bovinos sejam raros. O que é realmente comum é a perda de desempenho em ganho de peso, que pode ser até 200 g por dia menor do que em animais que consomem alimentos com concentração baixa da substância. De acordo com a pesquisa, animais que receberam rações com contaminação baixa ganharam por dia 1,770 kg, enquanto animais que consumiram rações com contaminações mais altas ganharam 1,510 kg.

“Esse impacto vai ser muito dependente da contaminação. […] Se for uma contaminação alta, o impacto é agressivo, porque pode ocasionar até morte dos animais. Se for uma contaminação mais baixa, ocasiona a perda de desempenho, então uma perda de 200 gramas por dia em confinamento no ganho médio diário”, quantificou a pesquisadora.

Veja a entrevista completa de Letícia Custódio ao Giro do Boi:

VEJA TAMBÉM

Pesquisadora da Embrapa ressaltou que conforto térmico eleva níveis de produtividade do rebanho, acelerando ganho de peso e aumentando da taxa de prenhez

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Fazenda vencedora vem do estado de Rondônia e levou a disputa com mais de 67% dos votos pelo site do Giro do Boi

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Fazenda localizada em Ribeirão Cascalheira, estado do Mato Grosso, foi destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Cerimônia foi marcada por assinatura de protocolo de intenções de colaboração entre ministérios da Agricultura, Meio Ambiente, Defesa e Relações Exteriores

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Advogado recomenda que produtor não assine notificações caso o fiscal não esclareça de forma satisfatória os motivos da penalização

Pecuaristas participaram de debates sobre manejo de pastagens, rodas de negócios e confraternização com churrasco e música sertaneja

Quadro Giro na Estrada trouxe dicas de embarque aos invernistas ativos no mercado da reposição nesta entressafra

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE