Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho; animais pesaram em média 20@

07 outubro 2019
PECUARISTA-JosE-Alves-Lopes-SItio-Rio-Preto-Santa-Luzia dOeste-rondonia-carriola

Foram ao menos 2.400 viagens com a carriola para levar comida para o gado que estava sendo engordado em cocho no Sítio Rio Preto, localizado em Santa Luzia d’Oeste, Rondônia. Tudo isto feito por um produtor prestes a completar 70 anos, o pecuarista José Alves Lopes, e seu vaqueiro.

O trato foi cuidadoso, cerca de 40 viagens diárias com o carrinho de mão ao longo de dois meses. “O detalhe é que, como ele tratava no carrinho de mão, tinha um piquete paralelo ao cocho, então três vezes ao dia ele fazia ao todo 40 carriolas, ele pegava esses bois, levava para o piquete, e depois fechava, colocava a carriola, misturava o farelado com o núcleo e depois soltava os bois para vir comer de novo. Então foi no capricho, foi no detalhe. E outro detalhe: o Seo Zé vai completar 70 anos!”, detalhou o originador da Friboi em Rolim de Moura-RO, Matheus Roz.

No Giro pelo Brasil desta segunda-feira, 07, Roz contou esta história que terminou com uma boiada pesada, abatida em São Miguel do Guaporé-RO com média superior a 300 kg, mais de 20@.

Veja as fotografias do confinamento do Seo Zé clicando no player abaixo:

VEJA TAMBÉM

Como transformar sua fazenda em uma máquina de colher bezerro – e dinheiro?

Segundo Benchmarking 2018-19, fazendas de cria mais rentáveis do Brasil tiveram margem sobre a venda de até 36,4% focando em gestão de custos e produtividade

Confira as fazendas em destaque do dia 22 de outubro de 2019

Fazendas localizadas no Pará, São Paulo e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Quais são as duas realidades da pecuária brasileira?

No 1º de 7 blocos do Giro do Boi especial de lançamento do Benchmarking 2018-19, consultor diz que pecuária está dividida duas “bem distintas” realidades

Como encontrar a combinação perfeita entre peão e patrão?

Especialista traz dicas para pecuaristas definirem perfil do colaborador desejado e ajuda peões a encontrar fazendas que o valorizem

Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho; animais pesaram em média 20@

07 outubro 2019
PECUARISTA-JosE-Alves-Lopes-SItio-Rio-Preto-Santa-Luzia dOeste-rondonia-carriola

Foram ao menos 2.400 viagens com a carriola para levar comida para o gado que estava sendo engordado em cocho no Sítio Rio Preto, localizado em Santa Luzia d’Oeste, Rondônia. Tudo isto feito por um produtor prestes a completar 70 anos, o pecuarista José Alves Lopes, e seu vaqueiro.

O trato foi cuidadoso, cerca de 40 viagens diárias com o carrinho de mão ao longo de dois meses. “O detalhe é que, como ele tratava no carrinho de mão, tinha um piquete paralelo ao cocho, então três vezes ao dia ele fazia ao todo 40 carriolas, ele pegava esses bois, levava para o piquete, e depois fechava, colocava a carriola, misturava o farelado com o núcleo e depois soltava os bois para vir comer de novo. Então foi no capricho, foi no detalhe. E outro detalhe: o Seo Zé vai completar 70 anos!”, detalhou o originador da Friboi em Rolim de Moura-RO, Matheus Roz.

No Giro pelo Brasil desta segunda-feira, 07, Roz contou esta história que terminou com uma boiada pesada, abatida em São Miguel do Guaporé-RO com média superior a 300 kg, mais de 20@.

Veja as fotografias do confinamento do Seo Zé clicando no player abaixo:

VEJA TAMBÉM

Segundo Benchmarking 2018-19, fazendas de cria mais rentáveis do Brasil tiveram margem sobre a venda de até 36,4% focando em gestão de custos e produtividade

Fazendas localizadas no Pará, São Paulo e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

No 1º de 7 blocos do Giro do Boi especial de lançamento do Benchmarking 2018-19, consultor diz que pecuária está dividida duas “bem distintas” realidades

Especialista traz dicas para pecuaristas definirem perfil do colaborador desejado e ajuda peões a encontrar fazendas que o valorizem

Consultor jurídico enumera as cinco principais mudanças da medida provisória e explica como funciona o novo dispositivo

Segundo produtor, animais que passam pelo processo na recria são engordados em menos tempo com mais padrão e melhor acabamento de gordura

Consultor jurídico enumera as cinco principais mudanças da medida provisória e explica como funciona o novo dispositivo

Segundo Benchmarking 2018-19, fazendas de cria mais rentáveis do Brasil tiveram margem sobre a venda de até 36,4% focando em gestão de custos e produtividade

Segundo produtor, animais que passam pelo processo na recria são engordados em menos tempo com mais padrão e melhor acabamento de gordura

No lançamento do Benchmarking 2018-19, Antônio Chaker afirmou que resultado da pecuária de ciclo completo “não se compra, se conquista”

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE