Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho; animais pesaram em média 20@

07 outubro 2019
PECUARISTA-JosE-Alves-Lopes-SItio-Rio-Preto-Santa-Luzia dOeste-rondonia-carriola

Foram ao menos 2.400 viagens com a carriola para levar comida para o gado que estava sendo engordado em cocho no Sítio Rio Preto, localizado em Santa Luzia d’Oeste, Rondônia. Tudo isto feito por um produtor prestes a completar 70 anos, o pecuarista José Alves Lopes, e seu vaqueiro.

O trato foi cuidadoso, cerca de 40 viagens diárias com o carrinho de mão ao longo de dois meses. “O detalhe é que, como ele tratava no carrinho de mão, tinha um piquete paralelo ao cocho, então três vezes ao dia ele fazia ao todo 40 carriolas, ele pegava esses bois, levava para o piquete, e depois fechava, colocava a carriola, misturava o farelado com o núcleo e depois soltava os bois para vir comer de novo. Então foi no capricho, foi no detalhe. E outro detalhe: o Seo Zé vai completar 70 anos!”, detalhou o originador da Friboi em Rolim de Moura-RO, Matheus Roz.

No Giro pelo Brasil desta segunda-feira, 07, Roz contou esta história que terminou com uma boiada pesada, abatida em São Miguel do Guaporé-RO com média superior a 300 kg, mais de 20@.

Veja as fotografias do confinamento do Seo Zé clicando no player abaixo:

VEJA TAMBÉM

O que são Módulo Rural e Módulo Fiscal e para que servem?

Entenda as semelhanças e diferenças entre Módulos Rural e Fiscal e a importância de o proprietário conhecer suas características

Brangus ou Bonsmara: qual gera mais heterose no cruzamento com Nelore?

Zootecnista especialista em cruzamento industrial Alexandre Zadra respondeu a dúvida e destacou que tão importante quanto a escolha da raça é usar touros provados

Qual é o momento certo de tratar a infestação de carrapatos na minha boiada?

Você sabia que o boi perde um grama de carne para cada carrapato graúdo em seu corpo? Saiba identificar o ciclo do parasita para fazer a intervenção mais adequada

O que é american BBQ e por que ele está cada vez mais popular no Brasil?

Popularização de técnica é consequência da evolução da pecuária brasileira, que viabilizou a agregação de valor a mais cortes da carcaça do boi

Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho; animais pesaram em média 20@

07 outubro 2019
PECUARISTA-JosE-Alves-Lopes-SItio-Rio-Preto-Santa-Luzia dOeste-rondonia-carriola

Foram ao menos 2.400 viagens com a carriola para levar comida para o gado que estava sendo engordado em cocho no Sítio Rio Preto, localizado em Santa Luzia d’Oeste, Rondônia. Tudo isto feito por um produtor prestes a completar 70 anos, o pecuarista José Alves Lopes, e seu vaqueiro.

O trato foi cuidadoso, cerca de 40 viagens diárias com o carrinho de mão ao longo de dois meses. “O detalhe é que, como ele tratava no carrinho de mão, tinha um piquete paralelo ao cocho, então três vezes ao dia ele fazia ao todo 40 carriolas, ele pegava esses bois, levava para o piquete, e depois fechava, colocava a carriola, misturava o farelado com o núcleo e depois soltava os bois para vir comer de novo. Então foi no capricho, foi no detalhe. E outro detalhe: o Seo Zé vai completar 70 anos!”, detalhou o originador da Friboi em Rolim de Moura-RO, Matheus Roz.

No Giro pelo Brasil desta segunda-feira, 07, Roz contou esta história que terminou com uma boiada pesada, abatida em São Miguel do Guaporé-RO com média superior a 300 kg, mais de 20@.

Veja as fotografias do confinamento do Seo Zé clicando no player abaixo:

VEJA TAMBÉM

Entenda as semelhanças e diferenças entre Módulos Rural e Fiscal e a importância de o proprietário conhecer suas características

Zootecnista especialista em cruzamento industrial Alexandre Zadra respondeu a dúvida e destacou que tão importante quanto a escolha da raça é usar touros provados

Você sabia que o boi perde um grama de carne para cada carrapato graúdo em seu corpo? Saiba identificar o ciclo do parasita para fazer a intervenção mais adequada

Popularização de técnica é consequência da evolução da pecuária brasileira, que viabilizou a agregação de valor a mais cortes da carcaça do boi

Veja quais os cuidados da indústria no pré-abate dos animais para assegurar bem-estar e pH sem alterações indesejáveis

Lotes de propriedades em Minas Gerais e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os animais e Farol da Qualidade.

Popularização de técnica é consequência da evolução da pecuária brasileira, que viabilizou a agregação de valor a mais cortes da carcaça do boi

Zootecnista especialista em cruzamento industrial Alexandre Zadra respondeu a dúvida e destacou que tão importante quanto a escolha da raça é usar touros provados

Produtores criaram associação para socorrer veículos atolados na Estrada do Matão, que liga Pontes e Lacerda-MT à Bolívia

Veja quais os cuidados da indústria no pré-abate dos animais para assegurar bem-estar e pH sem alterações indesejáveis

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE