90% dos casos de verminoses não apresentam sintomas, alerta médico veterinário

10 dezembro 2018
10-12- BOEHRINGHER

Cerca de 90% das verminoses que acometem gado de corte são subclínicas, advertiu nesta segunda, 10, ao Giro do Boi o médico veterinário Leandro Silva, gestor de demanda da Boehringer Saúde Animal para Uruguaiana e região no estado do Rio Grande do Sul.

“Temos um grande problema, muito sério nesta época do ano que vem se agravando, que são as infestações de parasitas internos. Muitas vezes o produtor não está enxergando porque 90% dos problemas com verminoses são internos, são subclínicos”, confirmou. Entre os 10% restantes que chegam à percepção do pecuarista, os sintomas mais comuns são edema de glote, prostração e pêlo arrepiado.

“E tem uma queda de desempenho silenciosa. Ao final pode vir a se agravar em quilo de animal na desmama, baixa taxa de prenhez nas novilhas com dois anos, porque as verminoses são muito fortes em animais até dois anos”, reforçou. Por isso, o veterinário destacou a importância de fazer a prevenção do problema já na primeira fase de vida, introduzindo um protocolo sanitário a partir dos dois meses de idade para não haver impacto com verminoses na desmama e nas demais fases de produção.

Silva também comentou a precaução à infestação de parasitas externos, como os carrapatos. Além da queda de produtividade, os bovinos podem ser infectados pela tristeza parasitária por meio da saliva do ectoparasita. “Febre muito alta. Aqui para o Rio Grande do Sul é um dos principais sinais da tristeza, a febre é sempre forte, e o animal busca por baixar a temperatura, mas ele está fraco”, alarmou o especialista, afirmando que a doença pode até levar a óbito.

Veja no vídeo abaixo as informações completas na entrevista com Leandro Silva:

VEJA TAMBÉM

Pecuária colombiana é exemplo para o Brasil no combate às plantas daninhas

No país sul-americano, é comum a prática de limpeza das áreas de pastagens através da aplicação de herbicidas. Isso faz com que os “ganadeiros” colombianos consigam uma produtividade média de 7/UA/HA, enquanto que no Brasil não atingimos nem a metade desse número, no Mato Grosso, por exemplo, a Embrapa Agrossilvipastoril, sediada em Sinop, estima uma...

Confira as fazendas em destaque desta terça-feira, 19 de março de 2019

Nesta terça-feira o programa Giro do Boi exibiu para todo o Brasil os lotes que mais se destacaram nas unidades de abate dos estados de SP, MT e MS.

Confira as fazendas em destaque desta segunda-feira, 18 de março de 2019

A semana começou com lotes em destaque oriundos dos estados de MS, MT e SP.

Presidente da Angus alerta para “sazonalidade” na oferta de carne no Brasil

Duas alternativas podem ajudar o fazendeiro a ter um equilíbrio na oferta de seu produto o ano todo: o uso da tecnologia da inseminação artificial (IATF) e o confinamento, inclusive no período das águas.

90% dos casos de verminoses não apresentam sintomas, alerta médico veterinário

10 dezembro 2018
10-12- BOEHRINGHER

Cerca de 90% das verminoses que acometem gado de corte são subclínicas, advertiu nesta segunda, 10, ao Giro do Boi o médico veterinário Leandro Silva, gestor de demanda da Boehringer Saúde Animal para Uruguaiana e região no estado do Rio Grande do Sul.

“Temos um grande problema, muito sério nesta época do ano que vem se agravando, que são as infestações de parasitas internos. Muitas vezes o produtor não está enxergando porque 90% dos problemas com verminoses são internos, são subclínicos”, confirmou. Entre os 10% restantes que chegam à percepção do pecuarista, os sintomas mais comuns são edema de glote, prostração e pêlo arrepiado.

“E tem uma queda de desempenho silenciosa. Ao final pode vir a se agravar em quilo de animal na desmama, baixa taxa de prenhez nas novilhas com dois anos, porque as verminoses são muito fortes em animais até dois anos”, reforçou. Por isso, o veterinário destacou a importância de fazer a prevenção do problema já na primeira fase de vida, introduzindo um protocolo sanitário a partir dos dois meses de idade para não haver impacto com verminoses na desmama e nas demais fases de produção.

Silva também comentou a precaução à infestação de parasitas externos, como os carrapatos. Além da queda de produtividade, os bovinos podem ser infectados pela tristeza parasitária por meio da saliva do ectoparasita. “Febre muito alta. Aqui para o Rio Grande do Sul é um dos principais sinais da tristeza, a febre é sempre forte, e o animal busca por baixar a temperatura, mas ele está fraco”, alarmou o especialista, afirmando que a doença pode até levar a óbito.

Veja no vídeo abaixo as informações completas na entrevista com Leandro Silva:

VEJA TAMBÉM

No país sul-americano, é comum a prática de limpeza das áreas de pastagens através da aplicação de herbicidas. Isso faz com que os “ganadeiros” colombianos consigam uma produtividade média de 7/UA/HA, enquanto que no Brasil não atingimos nem a metade desse número, no Mato Grosso, por exemplo, a Embrapa Agrossilvipastoril, sediada em Sinop, estima uma...

Nesta terça-feira o programa Giro do Boi exibiu para todo o Brasil os lotes que mais se destacaram nas unidades de abate dos estados de SP, MT e MS.

A semana começou com lotes em destaque oriundos dos estados de MS, MT e SP.

Duas alternativas podem ajudar o fazendeiro a ter um equilíbrio na oferta de seu produto o ano todo: o uso da tecnologia da inseminação artificial (IATF) e o confinamento, inclusive no período das águas.

Confira a fazenda em destaque desta sexta, localizada na região de MT

“A última chuva que caiu por aqui foi antes do Natal”, disse o entrevistado, acrescentando que os problemas também atingem as cidades que dependem do Rio Pardo, principal da região e que abastece dezenas de cidades ao longo da margem.

No primeiro episódio da série, que estará sendo apresentada no Giro do Boi todas as sextas-feiras, Chaker nos explicou a “ter a fazenda nas mãos”. Foram três dicas importantes sobre pessoas, processos e finanças.

“Caruru gigante” é uma planta invasora muito agressiva, de rápido crescimento, tolerante ao herbicida glifosato e que tem se alastrado no Mato Grosso, principalmente na região de Lucas do Rio Verde, região central do Estado.

Confira a fazenda em destaque desta sexta, localizada na região de MT

Entre as facilidades para efetivar doações particulares está modalidade via imposto de renda; entenda como realizar o processo

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE