Chuvas e altas temperaturas abrem janela para o controle de plantas daninhas no Paraná

16 janeiro 2019
dia-de-campo-c-vale-2019-controle-plantas-daninhas-parana-corteva-agriscience

Adiado em 2018 pelas chuvas, o tradicional Dia de Campo C.Vale, cooperativa que atua no Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Paraguai, volta em 2019 reunindo novidades importantes para o produtor rural associado.

Embora não tenha atrapalhado a realização do evento neste ano, a época de chuvas e altas temperaturas observadas no Paraná (onde acontece o evento, em Palotina, Região Oeste) e na região Sul como um todo formam um alerta e, ao mesmo tempo, uma oportunidade ao pecuarista: o controle das plantas daninhas em pastagens e lavouras. Nesta época do ano, o ambiente se torna ideal para o desenvolvimento das ervas e, por isso mesmo, é o momento em que a aplicação surte mais efeito, pois o metabolismo das plantas absorve melhor o produto para o tratamento das áreas.

Quem reforçou o tema hoje (16) ao Giro do Boi foi o zootecnista e representante técnico e comercial da Corteva Agriscience, a divisão agrícola DowDuPont, Edson Marini. O profissional destacou que no Dia de Campo C.Vale estão sendo apresentadas soluções para a limpeza de pastagens e lavouras in loco, com resultados interessantes ao produtor.

O evento segue até esta quinta-feira, dia 17 e sua última edição, em 2017, reuniu 15 mil pessoas. Confira os registro do Dia de Campo C.Vale 2019 e os destaques para controle de plantas daninhas no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Veja imagens do Dia de Campo da Fazenda Barra, em Cassilândia-MS

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Confira as fazendas em destaque do dia 15 de julho de 2019

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Com desembolso somente após abate, boitel em SP oferece 4 modelos de negócios a pecuaristas

Unidade no município de Castilho atende criadores com propriedades em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais

Aplicativo ajuda no cálculo do custo de produção e margem de ganho

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Chuvas e altas temperaturas abrem janela para o controle de plantas daninhas no Paraná

16 janeiro 2019
dia-de-campo-c-vale-2019-controle-plantas-daninhas-parana-corteva-agriscience

Adiado em 2018 pelas chuvas, o tradicional Dia de Campo C.Vale, cooperativa que atua no Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Paraguai, volta em 2019 reunindo novidades importantes para o produtor rural associado.

Embora não tenha atrapalhado a realização do evento neste ano, a época de chuvas e altas temperaturas observadas no Paraná (onde acontece o evento, em Palotina, Região Oeste) e na região Sul como um todo formam um alerta e, ao mesmo tempo, uma oportunidade ao pecuarista: o controle das plantas daninhas em pastagens e lavouras. Nesta época do ano, o ambiente se torna ideal para o desenvolvimento das ervas e, por isso mesmo, é o momento em que a aplicação surte mais efeito, pois o metabolismo das plantas absorve melhor o produto para o tratamento das áreas.

Quem reforçou o tema hoje (16) ao Giro do Boi foi o zootecnista e representante técnico e comercial da Corteva Agriscience, a divisão agrícola DowDuPont, Edson Marini. O profissional destacou que no Dia de Campo C.Vale estão sendo apresentadas soluções para a limpeza de pastagens e lavouras in loco, com resultados interessantes ao produtor.

O evento segue até esta quinta-feira, dia 17 e sua última edição, em 2017, reuniu 15 mil pessoas. Confira os registro do Dia de Campo C.Vale 2019 e os destaques para controle de plantas daninhas no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Unidade no município de Castilho atende criadores com propriedades em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Frente fria vai embora e temperatura deve subir em estados do Centro-Oeste, Norte e Sudeste do Brasil, com máximas que podem chegar aos 35º C

Animais abatidos no Protocolo 1953 foram enviados por fazenda localizada no município de Cáceres, estado do Mato Grosso

Software foi desenvolvido no formato de planilha de Excel e lançado em 2017; pesquisador da Embrapa dá dicas de preenchimento correto dos dados para gerar resultados mais precisos

Propriedade é referência na terminação de animais cruzados, em que aproveita a valorização da arroba pelo Protocolo 1953

Gerente do Rabobank Brasil aponta as duas primeiras medidas para o produtor transformar sua fazenda em uma empresa rural

Fazendas localizadas em Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE