Confinamento melhora acabamento das carcaças de SP e MG em novembro

06 dezembro 2017
acabamento-de-carcaca-sp-mg-novembro-17

No quadro Palavra do Gerente desta quarta, 06, o gerente regional de originação da JBS para unidades de Minas Gerais e São Paulo, Leonardo Ferri, comentou a qualidade dos abates do mês de novembro na comparação com outubro nas plantas de Andradina e Lins em SP e Ituiutaba e Iturama em MG.

Na região, houve aumento do número de animais abatidos com gordura ideal (escores 3 e 4), passando de 32,83% em outubro para 35,2% em novembro. Já na participação de animais em idade ideal (de zero a até 4 DIPs) houver certa estabilidade de um mês para outro, de 59,66% para 59,35%.

A mudança refletiu no Farol da Qualidade. A fatia verde, que representa o padrão desejável dos animais passou de 15,53% para 16,73%. Mas o padrão indesejável, representado pela fatia vermelha, também aumentou, saindo de 9,82% em outubro para 12,35% em novembro, tomando o espaço dos animais no padrão tolerável, cujo volume caiu de 74,66% para 70,92%

Em depoimento ao Giro do Boi, Ferri destacou a melhoria da cobertura de gordura dos animais processados pela indústria em novembro. “Quando se coloca tecnologia, como o confinamento que chegou com força em Minas Gerais e está consolidado em São Paulo, a gente nota o resultado, a pecuária melhora bastante, com animais melhor acabados, como as fêmeas terminadas em cocho”, celebrou o gerente, referindo-se ao aumento do peso médio das fêmeas de outubro (14,76@) para novembro (15,01@).

Veja as informações completas no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Porto Velho-RO recebe 7ª etapa do Circuito Nelore de Qualidade 2019

Abate técnico feito em parceria entre Associação dos Criadores de Nelore do Brasil e Friboi reuniu mais de 500 animais na capital de Rondônia entre 13 e 14 de junho

Confira as fazendas em destaque do dia 19 de junho de 2019

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Brasil deve encerrar ano Hilton exportando menos da metade do volume da cota

Além da vantagem comercial, inserção da carne brasileira no mercado europeu pode aproveitar vitrine do Velho Continente para chancelar a qualidade do produto

Consultor alerta para os perigos dos contratos de arrendamento e parceria mal elaborados

No quadro Direito Agrário, veja 12 dicas para redigir um contrato que proteja tanto o arrendador quanto o arrendatário em meio a um acordo

Confinamento melhora acabamento das carcaças de SP e MG em novembro

06 dezembro 2017
acabamento-de-carcaca-sp-mg-novembro-17

No quadro Palavra do Gerente desta quarta, 06, o gerente regional de originação da JBS para unidades de Minas Gerais e São Paulo, Leonardo Ferri, comentou a qualidade dos abates do mês de novembro na comparação com outubro nas plantas de Andradina e Lins em SP e Ituiutaba e Iturama em MG.

Na região, houve aumento do número de animais abatidos com gordura ideal (escores 3 e 4), passando de 32,83% em outubro para 35,2% em novembro. Já na participação de animais em idade ideal (de zero a até 4 DIPs) houver certa estabilidade de um mês para outro, de 59,66% para 59,35%.

A mudança refletiu no Farol da Qualidade. A fatia verde, que representa o padrão desejável dos animais passou de 15,53% para 16,73%. Mas o padrão indesejável, representado pela fatia vermelha, também aumentou, saindo de 9,82% em outubro para 12,35% em novembro, tomando o espaço dos animais no padrão tolerável, cujo volume caiu de 74,66% para 70,92%

Em depoimento ao Giro do Boi, Ferri destacou a melhoria da cobertura de gordura dos animais processados pela indústria em novembro. “Quando se coloca tecnologia, como o confinamento que chegou com força em Minas Gerais e está consolidado em São Paulo, a gente nota o resultado, a pecuária melhora bastante, com animais melhor acabados, como as fêmeas terminadas em cocho”, celebrou o gerente, referindo-se ao aumento do peso médio das fêmeas de outubro (14,76@) para novembro (15,01@).

Veja as informações completas no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Abate técnico feito em parceria entre Associação dos Criadores de Nelore do Brasil e Friboi reuniu mais de 500 animais na capital de Rondônia entre 13 e 14 de junho

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Além da vantagem comercial, inserção da carne brasileira no mercado europeu pode aproveitar vitrine do Velho Continente para chancelar a qualidade do produto

No quadro Direito Agrário, veja 12 dicas para redigir um contrato que proteja tanto o arrendador quanto o arrendatário em meio a um acordo

Fêmeas Nelore e aneloradas jovens marcaram 75% Verde no Farol da Qualidade após o abate em Mozarlândia-GO

Indústria foi inaugurada em junho de 2014 e é uma das principais empregadoras da região, contando com cerca de 650 colaboradores

Problema se agrava quando propriedades estão mais afastadas da cidade; cursos e cultos religiosos podem diminuir incidentes relacionadas a álcool, drogas e violência doméstica

Produtores das regiões centro-norte de SP, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Piauí e Mato Grosso devem estar atentos por conta do calor e baixa umidade do ar; veja mapas completos

Abate técnico feito em parceria entre Associação dos Criadores de Nelore do Brasil e Friboi reuniu mais de 500 animais na capital de Rondônia entre 13 e 14 de junho

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE