Fazenda deve faturar mais de R$ 280 mil por funcionário ao ano, indica consultor

05 abril 2019
quanto-o-estresse-interfere-resultado-pecuaria-de-corte

No quadro Dicas do Chaker desta sexta, 05, o zootecnista, consultor e diretor do Instituto Terra de Métricas Agropecuárias, Antônio Chaker, revelou alguns indicadores que dizem respeito à gestão de recursos humanos de uma fazenda de gado de corte para que os pecuaristas consigam detectar se estão ou não no caminho certo.

Chaker afirmou, por exemplo, que é desejável que pelo menos 50% de todos os funcionários de uma fazenda estejam envolvidos diretamente com o rebanho. Caso o volume seja menor do que este, é possível que as prioridades não estejam calibradas.

A relação de cabeças de gado por funcionário deve ser de 600 por pessoa, tanto na cria como na recria/engorda.

Já o desembolso mensal com mão de obra não deve estar acima dos R$ 10 por cabeça de gado ao mês. Chaker reforça que, caso este indicador supere a marca, não significa que o funcionário esteja recebendo muito, mas sim que é preciso ajustar a relação equipe x rebanho, diminuindo o quadro de colaboradores ou aumentando o número de cabeças de gado.

Chaker ainda destacou que as fazendas mais lucrativas são as que têm um faturamento produtivo médio anual de pelo menos R$ 280 mil por funcionário, sendo que faturamento produtivo é o que foi desfrutado de modo efetivo pela fazenda, no caso, a produção universal de arrobas.

A fórmula completa para o cálculo e mais observações feitas pelo consultor estão disponíveis pelo vídeo do quadro Dicas do Chaker, que pode ser visto clicando no player abaixo:

VEJA TAMBÉM

Gestão da pecuária: “o que me trouxe até aqui não vai me levar adiante”

Descubra os seis pontos em comum entre as fazendas de pecuária de corte mais lucrativas do Brasil

Confira as fazendas em destaque do dia 05 de dezembro de 2019

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Rondônia e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Fazenda tem economia milionária ao transformar esterco em adubo

No interior de SP, Agropastoril Paschoal Campanelli fertiliza lavouras de cana-de-açúcar, milho e pastagens usando dejetos do confinamento

Rústico e produtivo com carne de qualidade, raça Nelore é “patrimônio nacional”

Giro do Boi vai abordar evolução da raça em programa especial às 20h do dia 09/12 pelo Canal Rural

Fazenda deve faturar mais de R$ 280 mil por funcionário ao ano, indica consultor

05 abril 2019
quanto-o-estresse-interfere-resultado-pecuaria-de-corte

No quadro Dicas do Chaker desta sexta, 05, o zootecnista, consultor e diretor do Instituto Terra de Métricas Agropecuárias, Antônio Chaker, revelou alguns indicadores que dizem respeito à gestão de recursos humanos de uma fazenda de gado de corte para que os pecuaristas consigam detectar se estão ou não no caminho certo.

Chaker afirmou, por exemplo, que é desejável que pelo menos 50% de todos os funcionários de uma fazenda estejam envolvidos diretamente com o rebanho. Caso o volume seja menor do que este, é possível que as prioridades não estejam calibradas.

A relação de cabeças de gado por funcionário deve ser de 600 por pessoa, tanto na cria como na recria/engorda.

Já o desembolso mensal com mão de obra não deve estar acima dos R$ 10 por cabeça de gado ao mês. Chaker reforça que, caso este indicador supere a marca, não significa que o funcionário esteja recebendo muito, mas sim que é preciso ajustar a relação equipe x rebanho, diminuindo o quadro de colaboradores ou aumentando o número de cabeças de gado.

Chaker ainda destacou que as fazendas mais lucrativas são as que têm um faturamento produtivo médio anual de pelo menos R$ 280 mil por funcionário, sendo que faturamento produtivo é o que foi desfrutado de modo efetivo pela fazenda, no caso, a produção universal de arrobas.

A fórmula completa para o cálculo e mais observações feitas pelo consultor estão disponíveis pelo vídeo do quadro Dicas do Chaker, que pode ser visto clicando no player abaixo:

VEJA TAMBÉM

Descubra os seis pontos em comum entre as fazendas de pecuária de corte mais lucrativas do Brasil

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Rondônia e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

No interior de SP, Agropastoril Paschoal Campanelli fertiliza lavouras de cana-de-açúcar, milho e pastagens usando dejetos do confinamento

Giro do Boi vai abordar evolução da raça em programa especial às 20h do dia 09/12 pelo Canal Rural

Consultor adverte que produtividade de grande parte da pecuária praticada no Brasil cresceu baseada em aumento dos custos e aponta o caminho para produtor evitar o problema

Conforme novas tecnologias são incorporadas no campo, fazendas de gado de corte aumentaram a demanda por mão de obra especializada

Além do retorno financeiro específico da operação de engorda, produtor tem benefícios indiretos como possibilidade de aumentar rebanho e a taxa de lotação

Antônio Chaker apresenta qual etapa do ciclo de produção tem mais oportunidades para aumentar desfrute e renda e elenca números para pecuarista ficar atento

Com o desafio de otimizar o uso da terra, propriedade em Serra Nova Dourada-MT saiu da cria para a recria-engorda utilizando confinamento com grão inteiro

Giro do Boi vai abordar evolução da raça em programa especial às 20h do dia 09/12 pelo Canal Rural

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE