Fazendas de Goiás aumentam produtividade ao combater plantas daninhas

06 maio 2019
12-09 - capa giro

Nesta segunda, 06, o engenheiro agrônomo Gabriel Gurian, durante participação no Giro do Boi, mostrou exemplos de fazendas no estado de Goiás que tiveram salto de produtividade ao combater plantas daninhas usando a tecnologia XT, lançada em 2018 pela  Corteva Agriscience, a divisão agrícola DowDuPont.

“A tecnologia XT tem apresentado resultados excelentes em todo tipo de cipó aqui em Goiás. Cipó preto, cipó vermelho, cipó mucunã, cipó capeta. Nós temos tido grande sucesso no controle dessas plantas de difícil controle”, exemplificou.

Em sua entrevista, Guria também passou recomendações sobre o controle específico de plantas daninhas tóxicas. São dezenas de espécies diferentes que podem prejudicar a produtividade a pasto e ainda adoecer ou até mesmo levar à morte os animais em casos mais graves.

“No caso de a gente ter plantas tóxicas nas pastagens, alguns cuidados são diferentes. Ao aplicar (o herbicida), a gente tem que deixar o gado fora dessa área porque os produtos têm uma base de sal e então o gado tem uma predisposição a comer rapidamente as plantas que recebem o produto, e aí ele vai diretamente na planta tóxica. Então você tira o gado, aplica em cima da planta tóxica e após esta planta estar totalmente eliminada, a gente volta com o gado. Em torno de 30 dias já está tudo pronto”, indicou o agrônomo.

Veja as imagens no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

O que é compliance, palavra estrangeira cada vez mais presente no dia a dia do produtor?

Para o português usado no Brasil, palavra pode ser traduzida como “conformidade”, e seu conceito ganhou relevância por aqui a partir de 2013; entenda

BA recebe 1ª etapa nordestina do Circuito Nelore em 2019; conheça os vencedores

Avaliação de quase 500 carcaças aconteceu na unidade de Itapetinga-BA no último dia 06/11 e foi a primeira etapa de 2019 realizada na Região Nordeste

Confira as fazendas em destaque do dia 12 de novembro de 2019

Fazendas localizadas em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Fazenda de SP cria “linha de montagem do boi” combinando gestão e tecnologia

Com sistema exclusivo de recria, propriedade reduz pela metade o período de adaptação dos animais destinados à engorda em confinamento

Fazendas de Goiás aumentam produtividade ao combater plantas daninhas

06 maio 2019
12-09 - capa giro

Nesta segunda, 06, o engenheiro agrônomo Gabriel Gurian, durante participação no Giro do Boi, mostrou exemplos de fazendas no estado de Goiás que tiveram salto de produtividade ao combater plantas daninhas usando a tecnologia XT, lançada em 2018 pela  Corteva Agriscience, a divisão agrícola DowDuPont.

“A tecnologia XT tem apresentado resultados excelentes em todo tipo de cipó aqui em Goiás. Cipó preto, cipó vermelho, cipó mucunã, cipó capeta. Nós temos tido grande sucesso no controle dessas plantas de difícil controle”, exemplificou.

Em sua entrevista, Guria também passou recomendações sobre o controle específico de plantas daninhas tóxicas. São dezenas de espécies diferentes que podem prejudicar a produtividade a pasto e ainda adoecer ou até mesmo levar à morte os animais em casos mais graves.

“No caso de a gente ter plantas tóxicas nas pastagens, alguns cuidados são diferentes. Ao aplicar (o herbicida), a gente tem que deixar o gado fora dessa área porque os produtos têm uma base de sal e então o gado tem uma predisposição a comer rapidamente as plantas que recebem o produto, e aí ele vai diretamente na planta tóxica. Então você tira o gado, aplica em cima da planta tóxica e após esta planta estar totalmente eliminada, a gente volta com o gado. Em torno de 30 dias já está tudo pronto”, indicou o agrônomo.

Veja as imagens no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Para o português usado no Brasil, palavra pode ser traduzida como “conformidade”, e seu conceito ganhou relevância por aqui a partir de 2013; entenda

Avaliação de quase 500 carcaças aconteceu na unidade de Itapetinga-BA no último dia 06/11 e foi a primeira etapa de 2019 realizada na Região Nordeste

Fazendas localizadas em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Com sistema exclusivo de recria, propriedade reduz pela metade o período de adaptação dos animais destinados à engorda em confinamento

Após 23 dias de queimadas que destruíram mais de 170 mil hectares, a chuva voltou a incidir sobre a região e alegrou os animais; pantaneiro registrou sons em vídeo

Fazendas localizadas em Minas Gerais, Rondônia e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Com sistema exclusivo de recria, propriedade reduz pela metade o período de adaptação dos animais destinados à engorda em confinamento

Produtor obtém benefício ao sincronizar transporte do gado magro e do gado gordo entre propriedades distintas. “Pecuária tem que ser tocada como uma empresa”, destacou

Avaliação de quase 500 carcaças aconteceu na unidade de Itapetinga-BA no último dia 06/11 e foi a primeira etapa de 2019 realizada na Região Nordeste

Veterinário lista tudo o que o pecuarista precisa saber sobre maquinário utilizado, montagem de galpões, divisões de piquetes e fatores limitantes para a produtividade do sistema

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE