Friboi inaugura no Pará laboratório capaz de realizar 3,5 mil diagnósticos por dia

06 março 2019
laboratorio-friboi-redencao-para

A Friboi inaugurou no fim de fevereiro uma nova unidade laboratorial para análise de qualidade de seus produtos. Atualmente, a companhia tem laboratórios junto a suas indústrias em Andradina, Barretos e Lins-SP, Araputanga e Barra do Garças-MT, Campo Grande-MS, Goiânia-GO e Vilhena-RO. A nova estrutura está localizada em Redenção, no Sudeste Paraense, e atenderá todas as indústrias do Pará (Santana do Araguaia, Redenção, Marabá e Tucumã), além de Araguaína-TO e também Confresa, no Norte Mato-grossense.

O laboratório tem capacidade para realizar até 3,5 mil diagnósticos por dia, o que deve contribuir para novo aumento do número de verificações. Em 2018, as unidades laboratoriais da Friboi realizaram em média por mês 63,3 mil análises, o que já representou um avanço de 19,7% no volume observado em 2017.

“Esse laboratório vai fazer análises microbiológicas das nossas carnes, dos nossos produtos prontos e vai atender atender seis unidades aqui da região. Esse laboratório hoje conta com seis funcionários dedicados a estas análises destas unidades e foi feito um investimento de R$ 1 milhão. Vai facilitar muito a logística desses materiais”, comentou hoje (06) para o Giro do Boi o gerente regional de originação da Friboi para o Pará e Tocantins, Rodrigo Fagundes.

Fagundes destacou que a unidade será importante para manter a alta – e crescente – qualidade que está vindo dos campos da Região Norte do Brasil. “A agricultura vem entrando de certa forma no estado do Pará, no Tocantins também vem se consolidando e sem dúvida isto traz um custo mais barato para o pecuarista, para o invernista na questão da nutrição animal. E a gente nota que, como são estados pujantes na questão de chuvas, o produtor tem em boa parte do ano pastagens de boa qualidade, a gente nota que essa nutrição animal atrelada ao gado a pasto tem evoluído bastante, principalmente nesta época, as boiadas estão vindo muito bem acabadas. […] Isso é uma realidade aqui no Norte, o pessoa está tratando os animais e entendendo que girar o gado mais rápido também melhora a questão financeira da fazenda”, relatou Fagundes.

O gerente regional ponderou ainda sobre a importância da gradativa redução de idade ao abate das boiadas abatidas no Pará e Tocantins, afirmando que a precocidade pode se tornar um fator limitante para a pecuária de região, já que, cada vez mais, mercados interno e externo exigem carnes de animais abatidos com até 30 meses. “A questão da idade dos animais pode ser, futuramente, um fator limitador para a gente conseguir habilitações de mercado”, afirmou.

Durante dua participação, Fagundes registrou ainda visita à Fazenda Porangaí, do pecuarista Maurício Pompéia Fraga, localizada em Xinguara-PA.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo:

* Atualização em 08/03 às 07h05.

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 23 de abril de 2019

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Cenário internacional é favorável para a pecuária brasileira, mas produtor deve estar atento à disputa entre China e EUA

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Confira as fazendas em destaque do dia 22 de abril de 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Definidos os dois primeiros lotes para a votação do melhor de abril

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

Friboi inaugura no Pará laboratório capaz de realizar 3,5 mil diagnósticos por dia

06 março 2019
laboratorio-friboi-redencao-para

A Friboi inaugurou no fim de fevereiro uma nova unidade laboratorial para análise de qualidade de seus produtos. Atualmente, a companhia tem laboratórios junto a suas indústrias em Andradina, Barretos e Lins-SP, Araputanga e Barra do Garças-MT, Campo Grande-MS, Goiânia-GO e Vilhena-RO. A nova estrutura está localizada em Redenção, no Sudeste Paraense, e atenderá todas as indústrias do Pará (Santana do Araguaia, Redenção, Marabá e Tucumã), além de Araguaína-TO e também Confresa, no Norte Mato-grossense.

O laboratório tem capacidade para realizar até 3,5 mil diagnósticos por dia, o que deve contribuir para novo aumento do número de verificações. Em 2018, as unidades laboratoriais da Friboi realizaram em média por mês 63,3 mil análises, o que já representou um avanço de 19,7% no volume observado em 2017.

“Esse laboratório vai fazer análises microbiológicas das nossas carnes, dos nossos produtos prontos e vai atender atender seis unidades aqui da região. Esse laboratório hoje conta com seis funcionários dedicados a estas análises destas unidades e foi feito um investimento de R$ 1 milhão. Vai facilitar muito a logística desses materiais”, comentou hoje (06) para o Giro do Boi o gerente regional de originação da Friboi para o Pará e Tocantins, Rodrigo Fagundes.

Fagundes destacou que a unidade será importante para manter a alta – e crescente – qualidade que está vindo dos campos da Região Norte do Brasil. “A agricultura vem entrando de certa forma no estado do Pará, no Tocantins também vem se consolidando e sem dúvida isto traz um custo mais barato para o pecuarista, para o invernista na questão da nutrição animal. E a gente nota que, como são estados pujantes na questão de chuvas, o produtor tem em boa parte do ano pastagens de boa qualidade, a gente nota que essa nutrição animal atrelada ao gado a pasto tem evoluído bastante, principalmente nesta época, as boiadas estão vindo muito bem acabadas. […] Isso é uma realidade aqui no Norte, o pessoa está tratando os animais e entendendo que girar o gado mais rápido também melhora a questão financeira da fazenda”, relatou Fagundes.

O gerente regional ponderou ainda sobre a importância da gradativa redução de idade ao abate das boiadas abatidas no Pará e Tocantins, afirmando que a precocidade pode se tornar um fator limitante para a pecuária de região, já que, cada vez mais, mercados interno e externo exigem carnes de animais abatidos com até 30 meses. “A questão da idade dos animais pode ser, futuramente, um fator limitador para a gente conseguir habilitações de mercado”, afirmou.

Durante dua participação, Fagundes registrou ainda visita à Fazenda Porangaí, do pecuarista Maurício Pompéia Fraga, localizada em Xinguara-PA.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo:

* Atualização em 08/03 às 07h05.

VEJA TAMBÉM

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio pelos clientes/fornecedores, principalmente através de...

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Queda de 15% no preço da soja diminui em 25% o lucro de fazenda que integra, enquanto o lucro de quem faz somente agricultura pode cair até 50%; veja cenário para o boi

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio...

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE