Pecuarista da Bahia ganha reforço para limpeza de pastagens infestadas com araçá e carrasco

19 fevereiro 2019
plantas-daninhas-controle-araca-carrasco-nordeste (3)

Nesta terça, 19, o engenheiro agrônomo formado pela UESB, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Marcelo Rodrigues Leão, falou ao Giro do Boi sobre uma solução para o pecuarista baiano combater umas das ervas daninhas de mais difícil controle, o araçá.

Por ser uma planta dura, mesmo aplicações basais e em toco, que já exigiam mais mão de obra por parte das fazendas, eram ineficazes. Segundo o agrônomo, o pecuarista conseguia por meio de métodos e produtos convencionais controlar de 40% a 50% da infestação total. O agrônomo alertou ainda que a planta, dependendo do produto utilizado, pode dar indícios de que está definitivamente controlada. “Acontece de o pecuarista fazer a aplicação, as folhas do araçá secam e caem, mas na primeira chuva ele rebrota e vem mais forte”, advertiu.

Mas a chegada da linha XT, lançada em 2018 pela Corteva Agriscience, a divisão agrícola DowDuPont, está reforçando este manejo de limpeza de pastagens. No quadro Giro pelo Brasil desta terça, o agrônomo mostrou o exemplo de uma área infestada por araçá e que, 180 dias após a aplicação do novo herbicida, aumentou sua capacidade de lotação, conforme mostram as fotos disponíveis na galeria abaixo.

Durante sua participação no programa, Leão acrescentou que a planta daninha carrasco, muito comum no litoral nordestino, também é passível de controle pela nova linha XT, via foliar.

Confira a entrevista com o engenheiro agrônomo pelo vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 23 de abril de 2019

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Cenário internacional é favorável para a pecuária brasileira, mas produtor deve estar atento à disputa entre China e EUA

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Confira as fazendas em destaque do dia 22 de abril de 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Definidos os dois primeiros lotes para a votação do melhor de abril

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

Pecuarista da Bahia ganha reforço para limpeza de pastagens infestadas com araçá e carrasco

19 fevereiro 2019
plantas-daninhas-controle-araca-carrasco-nordeste (3)

Nesta terça, 19, o engenheiro agrônomo formado pela UESB, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Marcelo Rodrigues Leão, falou ao Giro do Boi sobre uma solução para o pecuarista baiano combater umas das ervas daninhas de mais difícil controle, o araçá.

Por ser uma planta dura, mesmo aplicações basais e em toco, que já exigiam mais mão de obra por parte das fazendas, eram ineficazes. Segundo o agrônomo, o pecuarista conseguia por meio de métodos e produtos convencionais controlar de 40% a 50% da infestação total. O agrônomo alertou ainda que a planta, dependendo do produto utilizado, pode dar indícios de que está definitivamente controlada. “Acontece de o pecuarista fazer a aplicação, as folhas do araçá secam e caem, mas na primeira chuva ele rebrota e vem mais forte”, advertiu.

Mas a chegada da linha XT, lançada em 2018 pela Corteva Agriscience, a divisão agrícola DowDuPont, está reforçando este manejo de limpeza de pastagens. No quadro Giro pelo Brasil desta terça, o agrônomo mostrou o exemplo de uma área infestada por araçá e que, 180 dias após a aplicação do novo herbicida, aumentou sua capacidade de lotação, conforme mostram as fotos disponíveis na galeria abaixo.

Durante sua participação no programa, Leão acrescentou que a planta daninha carrasco, muito comum no litoral nordestino, também é passível de controle pela nova linha XT, via foliar.

Confira a entrevista com o engenheiro agrônomo pelo vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Com os preços dos grãos atrativos e o aumento da demanda mundial por carnes, produtores brasileiros têm boas perspectivas para o mercado em 2019

Fazenda nos estados de São Paulo, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

Lote de novilhas Nelore e outro de fêmeas tricross (Nelore, Angus e Wagyu) seguirão para a eleição no final do mês

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio pelos clientes/fornecedores, principalmente através de...

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Expectativa de lucro pode variar de 2,8 a até 10,9@ por hectare, de acordo com exemplos reais de casos analisados pelo consultor Antônio Chaker

Queda de 15% no preço da soja diminui em 25% o lucro de fazenda que integra, enquanto o lucro de quem faz somente agricultura pode cair até 50%; veja cenário para o boi

Fazenda nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira os lotes e Farol da Qualidade.

O presidente da Friboi no Brasil, Renato Costa, também disse que esta celebração do primeiro ano da marca de carnes 1953 atende às necessidades do consumidor que está cada vez mais exigente e esclarecido. “Ele sabe o que está levando para sua casa”, salientou, relembrando a importância do planejamento prévio...

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE