Pecuaristas do Vale do Araguaia em Goiás ganham opção para abater animais no Protocolo 1953

13 fevereiro 2019
protocolo-1953-mozarlandia-goias

Em participação no Giro do Boi desta quarta, 13, o gerente regional de originação da Friboi para os estados de Goiás e Bahia, Hélio Gomes, trouxe novidades para os pecuaristas goianos com propriedades no Vale do Araguaia. A indústria habilitou a unidade de Mozarlândia, a maior do estado, para abates dentro do protocolo multiraças 1953.

Até então os abates dentro deste protocolo ocorriam apenas na unidade de Senador Canedo-GO. “O objetivo é atender à demanda do Protocolo 1953 e também aos pedidos dos pecuaristas do Vale do Araguaia. Até então, para abater no protocolo, seus animais tinham que rodar até 500 km estrada. Vamos fazer agora mais perto. O abate mais próximo vai contribuir em vários sentidos, para o pecuarista, indústria e consumidores”, disse Hélio Gomes.

O gerente reforçou ainda a importância de protocolos que remuneram por qualidade de carcaça diversos tipos de animais, sejam bois ou novilhas Nelore, animais cruzados, entre outros. “Isto tem contribuído bastante para que a gente traga esta qualidade para a mesa dos consumidores”, ressaltou.

Com um dos exemplos da preocupação dos pecuaristas com qualidade, Hélio Gomes registrou em vídeo dois lotes abatidos recentemente pela Fazenda Entre Rios, do pecuarista Márcio Ribeiro Pereira, localizada em Caçu-GO. Um deles é formado por uma novilhada cruzada com peso médio de 19,6@, outro por machos castrados cruzados com peso de 20,5@. Ambos os lotes foram abatidos no Protocolo 1953 e registraram 100% Verde no Farol da Qualidade.

Veja a participação completa de Hélio Gomes no Giro do Boi desta quarta, 13:

VEJA TAMBÉM

Quem planta com calagem colhe mais arrobas por hectare

Pesquisadora da Embrapa afirma que a cada R$ 1 investido em calagem do solo, pecuarista tem retorno de até R$ 3 pelo aumento de produção de arrobas

O que é economia colaborativa e como ela faz o pecuarista aprender mais gastando menos?

“Em mundo de Uber, de Airbnb e de economia colaborativa, a gente não pode ficar de fora”, indicou o zootecnista e consultor Antônio Chaker

Revelados os vencedores da disputa para melhores lotes do início de outubro

Escolhidos em votação pelo site do programa seguirão para eleição que vai decidir o melhor de todo o mês

Pimenta Bueno-RO recebe etapa do Circuito Nelore 2019

Abate técnico realizado pelo Nelore do Brasil ocorreu entre 16 e 17/10 fez avaliação de 600 carcaças

Pecuaristas do Vale do Araguaia em Goiás ganham opção para abater animais no Protocolo 1953

13 fevereiro 2019
protocolo-1953-mozarlandia-goias

Em participação no Giro do Boi desta quarta, 13, o gerente regional de originação da Friboi para os estados de Goiás e Bahia, Hélio Gomes, trouxe novidades para os pecuaristas goianos com propriedades no Vale do Araguaia. A indústria habilitou a unidade de Mozarlândia, a maior do estado, para abates dentro do protocolo multiraças 1953.

Até então os abates dentro deste protocolo ocorriam apenas na unidade de Senador Canedo-GO. “O objetivo é atender à demanda do Protocolo 1953 e também aos pedidos dos pecuaristas do Vale do Araguaia. Até então, para abater no protocolo, seus animais tinham que rodar até 500 km estrada. Vamos fazer agora mais perto. O abate mais próximo vai contribuir em vários sentidos, para o pecuarista, indústria e consumidores”, disse Hélio Gomes.

O gerente reforçou ainda a importância de protocolos que remuneram por qualidade de carcaça diversos tipos de animais, sejam bois ou novilhas Nelore, animais cruzados, entre outros. “Isto tem contribuído bastante para que a gente traga esta qualidade para a mesa dos consumidores”, ressaltou.

Com um dos exemplos da preocupação dos pecuaristas com qualidade, Hélio Gomes registrou em vídeo dois lotes abatidos recentemente pela Fazenda Entre Rios, do pecuarista Márcio Ribeiro Pereira, localizada em Caçu-GO. Um deles é formado por uma novilhada cruzada com peso médio de 19,6@, outro por machos castrados cruzados com peso de 20,5@. Ambos os lotes foram abatidos no Protocolo 1953 e registraram 100% Verde no Farol da Qualidade.

Veja a participação completa de Hélio Gomes no Giro do Boi desta quarta, 13:

VEJA TAMBÉM

Pesquisadora da Embrapa afirma que a cada R$ 1 investido em calagem do solo, pecuarista tem retorno de até R$ 3 pelo aumento de produção de arrobas

“Em mundo de Uber, de Airbnb e de economia colaborativa, a gente não pode ficar de fora”, indicou o zootecnista e consultor Antônio Chaker

Escolhidos em votação pelo site do programa seguirão para eleição que vai decidir o melhor de todo o mês

Abate técnico realizado pelo Nelore do Brasil ocorreu entre 16 e 17/10 fez avaliação de 600 carcaças

Protocolo remunera produtores com prêmios de até 13/@ para os machos que atendem o padrão; fêmeas são remuneradas com preço de boi mais bônus

Fazenda localizada no município de Juara, no Mato Grosso foi destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Conheça e aprenda a usar a “ferramenta Wagner Pires” de diagnóstico de pastagens para tomar a melhor decisão na hora de retomar a produtividade em sua fazenda

Escolhidos em votação pelo site do programa seguirão para eleição que vai decidir o melhor de todo o mês

Protocolo remunera produtores com prêmios de até 13/@ para os machos que atendem o padrão; fêmeas são remuneradas com preço de boi mais bônus

Abate técnico realizado pelo Nelore do Brasil ocorreu entre 16 e 17/10 fez avaliação de 600 carcaças

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE