Fazenda de MT reduz em um ano idade ao primeiro parto; saiba como

29 agosto 2017
29 - Faz Cambury - 3

Na 15ª edição da série Rota do Boi, a equipe de reportagem do Giro do Boi conferiu de perto diversos modelos de produção pecuária e quais os resultados obtidos porteira adentro. E nesta terça-feira, 29, a Fazenda Cambury, localizada no município de Araguaiana-MT, do casal de produtores Estela Madeira do Val e Guilherme Luiz do Val,  abriu as porteiras para mostrar como a idade ao primeiro parto foi reduzida em um ano.

A produção de bezerros é o carro chefe da propriedade, que em 2011 adotou novas tecnologias nutricionais para alcançar os números dos bezerros de alto padrão.

Vantagens do “Bezerro do Cedo”

Em boa parte das fazendas brasileiras, os partos acontecem após os três anos da matriz, e na Fazenda Cambury não era diferente. Mas com a adoção de novas tecnologias para nutrição, a busca pela precocidade sexual foi o objetivo. Após a inserção de um protocolo avançado, as novilhas passaram a ficar prontas para reprodução aos 24 meses. “Começou um investimento alto, não foi baixo e está conseguindo chegar no nível que a gente queria. Hoje a gente trabalha com produto de alta tecnologia exclusivo para reprodução. Também com creep feeding e sistema nutricional para desmama dos bezerros.”, afirmou  Felipe do Amaral Gurgel, zootecnista DSM Tortuga.

A propriedade possui instalações e sistema de registros do que é aplicado no cocho, um planejamento para comparativo de resultados idealizado pelo Programa de Incentivo à Tecnologia da DSM, que envolve técnicos da empresa e a equipe da fazenda.

Atualmente, 55% dos nascimentos acontecem entre agosto e setembro, o chamado “bezerro do cedo”. Uma das vantagens do nascimento nesta época é a qualidade e quantidade de aleitamento das vacas, pois aproveitam as pastagens no fim das estações de chuva. O manejo sanitário também é outro benefício para esses bezerros pois neste período não há ocorrência de chuvas, portanto, menos umidade, bactérias e fungos.

Os resultados ano a ano vêm se mostrando cada vez melhores. Saímos no primeiro ano com bezerros de peso médio de 213 kg, e essa última safra a média da raça Angus foi de 266 kg e de Nelore 236 kg. Tem esse incremento nutricional e reprodutivo com 84,8% na taxa de prenhez”, comemora o gerente da fazenda.

Confira na íntegra segunda reportagem da Rota do Boi desta semana.

 

Confira outra reportagem da Rota do Boi exibida nesta semana.

Programa nutricional dobra desfrute e triplica produção de arrobas em fazenda de Goiás

VEJA TAMBÉM

Confira as fazendas em destaque do dia 20 de novembro de 2019

Fazendas localizadas no Mato Grosso do Sul e Minas Gerais foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Giro do Dia: curral da unidade de Mozarlândia em dia de abate 1953

Veja imagens do lote de novilhas meio-sangue Angus da Fazenda São Luiz, em Santa Tereza-GO, que marcou 98% Verde no Farol da Qualidade

Degradação do pasto custou mais de R$ 15 por arroba para o pecuarista em 2018

Agrônomo Maurício Nogueira falou em entrevista sobre como investir da maneira certa no momento de alta e os impactos das mentiras sobre a sustentabilidade do setor

Quais consequências o produtor pode sofrer pelos erros na declaração do ITR?

Declaração para o imposto venceu em setembro, mas os problemas começam depois do fim do prazo; confira as dicas do consultor jurídico

Fazenda de MT reduz em um ano idade ao primeiro parto; saiba como

29 agosto 2017
29 - Faz Cambury - 3

Na 15ª edição da série Rota do Boi, a equipe de reportagem do Giro do Boi conferiu de perto diversos modelos de produção pecuária e quais os resultados obtidos porteira adentro. E nesta terça-feira, 29, a Fazenda Cambury, localizada no município de Araguaiana-MT, do casal de produtores Estela Madeira do Val e Guilherme Luiz do Val,  abriu as porteiras para mostrar como a idade ao primeiro parto foi reduzida em um ano.

A produção de bezerros é o carro chefe da propriedade, que em 2011 adotou novas tecnologias nutricionais para alcançar os números dos bezerros de alto padrão.

Vantagens do “Bezerro do Cedo”

Em boa parte das fazendas brasileiras, os partos acontecem após os três anos da matriz, e na Fazenda Cambury não era diferente. Mas com a adoção de novas tecnologias para nutrição, a busca pela precocidade sexual foi o objetivo. Após a inserção de um protocolo avançado, as novilhas passaram a ficar prontas para reprodução aos 24 meses. “Começou um investimento alto, não foi baixo e está conseguindo chegar no nível que a gente queria. Hoje a gente trabalha com produto de alta tecnologia exclusivo para reprodução. Também com creep feeding e sistema nutricional para desmama dos bezerros.”, afirmou  Felipe do Amaral Gurgel, zootecnista DSM Tortuga.

A propriedade possui instalações e sistema de registros do que é aplicado no cocho, um planejamento para comparativo de resultados idealizado pelo Programa de Incentivo à Tecnologia da DSM, que envolve técnicos da empresa e a equipe da fazenda.

Atualmente, 55% dos nascimentos acontecem entre agosto e setembro, o chamado “bezerro do cedo”. Uma das vantagens do nascimento nesta época é a qualidade e quantidade de aleitamento das vacas, pois aproveitam as pastagens no fim das estações de chuva. O manejo sanitário também é outro benefício para esses bezerros pois neste período não há ocorrência de chuvas, portanto, menos umidade, bactérias e fungos.

Os resultados ano a ano vêm se mostrando cada vez melhores. Saímos no primeiro ano com bezerros de peso médio de 213 kg, e essa última safra a média da raça Angus foi de 266 kg e de Nelore 236 kg. Tem esse incremento nutricional e reprodutivo com 84,8% na taxa de prenhez”, comemora o gerente da fazenda.

Confira na íntegra segunda reportagem da Rota do Boi desta semana.

 

Confira outra reportagem da Rota do Boi exibida nesta semana.

Programa nutricional dobra desfrute e triplica produção de arrobas em fazenda de Goiás

VEJA TAMBÉM

Fazendas localizadas no Mato Grosso do Sul e Minas Gerais foram destaques do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade.

Veja imagens do lote de novilhas meio-sangue Angus da Fazenda São Luiz, em Santa Tereza-GO, que marcou 98% Verde no Farol da Qualidade

Agrônomo Maurício Nogueira falou em entrevista sobre como investir da maneira certa no momento de alta e os impactos das mentiras sobre a sustentabilidade do setor

Declaração para o imposto venceu em setembro, mas os problemas começam depois do fim do prazo; confira as dicas do consultor jurídico

Em entrevista ao Giro do Boi, diretora da CME Group para a América Latina dá dicas para produtor diminuir riscos do seu negócio

Conheça a história de Elias Madureira, que chegou em RO como contador em 1985, transformou-se em pecuarista nos anos 90 e fez da Fazenda Veneno no Olhar uma referência para a região

Cuidar das forrageiras é essencial para fazendas de pecuária a pasto, mas existe um fator limitante para o sucesso do produtor; saiba qual é

Em entrevista ao Giro do Boi, diretora da CME Group para a América Latina dá dicas para produtor diminuir riscos do seu negócio

Conheça a história de Elias Madureira, que chegou em RO como contador em 1985, transformou-se em pecuarista nos anos 90 e fez da Fazenda Veneno no Olhar uma referência para a região

Em entrevista ao Giro do Boi, Bruno Brainer, gerente de originação da Friboi para Rondônia e Acre, falou sobre parceria com produtor em 2019 e evolução da pecuária na região

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE