Seca dificultou deposição de gordura em abates no AC e RO em outubro

22 novembro 2017
idade-abate-bovinos-acre-rondonia-outubro-setembro-2017

No quadro Palavra do Gerente que foi ao ar nesta quarta, 22, o gerente regional de originação para os estados do Acre e Rondônio, Bruno Brainer, interpretou os dados sobre a qualidade das carcaças processadas pelas unidades no mês de outubro em comparação com setembro deste ano de 2017.

Em outubro, enquanto as chuvas ainda não caíam sobre a região, alguns lotes advindos de confinamento foram abatidos em média um pouco mais jovens, o que elevou a quantidade de animais com idade ideal de 62,17% par 62,88% do total. Mas a predominância de animais terminados a pasto em meio à seca levou a dificuldade na deposição de gordura nas carcaças e a porcentagem de animais com acabamento adequado caiu de 24,07% para 20,99%.

No Farol da Qualidade consolidado, reflexo na diminuição do volume de animais desejáveis (farol verde) de 13,45% para 11,63%. Já o farol vermelho (animais no padrão indesejável) sofreu ligeira queda de 14,05% apara 13,63% e o farol amarelo (tolerável) subiu de 72,49% para 74,74%.

“Por mais que o estado de Rondônia tenha aumentado o volume de confinamento nos últimos anos e os pecuaristas tenham ajustado seus sistemas de produção para a terminação em cocho, o percentual de animais abatidos a pasto ainda é grande, principalmente no norte do estado. Já no Acre, é basicamente só a pasto. E em outubro, com influência forte do auge da seca, de fato se perdeu um pouco no acabamento”, justificou o Brainer.

Veja os gráfico completos no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Aprendendo a ensinar: veja resultados do Bifequali, programa de capacitação da Embrapa

Benefício econômico acumulado pelo programa entre os anos de 2013 e 2018 já ultrapassou marca dos R$ 23 milhões

Confira o último classificado para votação do melhor lote de novembro

Grupo de novilhas Caracu que marcou 88% Verde no Farol da Qualidade fechou o páreo para a eleição do melhor lote do mês

Canal de umidade leva chuvas desde o Brasil Central até litoral do Sudeste

Em comportamento típico do clima de verão, pancadas de chuva começam a partir do fim de tarde e atingem MT, MS, GO, TO, MG, BA e litoral no RJ e ES

Carretas adaptadas a condições locais melhoram transporte boiadeiro

Veículos que se ajustam aos tipos de estradas e demandas de cada região, além de capacitação dos motoristas, reforçam segurança das viagens

Seca dificultou deposição de gordura em abates no AC e RO em outubro

22 novembro 2017
idade-abate-bovinos-acre-rondonia-outubro-setembro-2017

No quadro Palavra do Gerente que foi ao ar nesta quarta, 22, o gerente regional de originação para os estados do Acre e Rondônio, Bruno Brainer, interpretou os dados sobre a qualidade das carcaças processadas pelas unidades no mês de outubro em comparação com setembro deste ano de 2017.

Em outubro, enquanto as chuvas ainda não caíam sobre a região, alguns lotes advindos de confinamento foram abatidos em média um pouco mais jovens, o que elevou a quantidade de animais com idade ideal de 62,17% par 62,88% do total. Mas a predominância de animais terminados a pasto em meio à seca levou a dificuldade na deposição de gordura nas carcaças e a porcentagem de animais com acabamento adequado caiu de 24,07% para 20,99%.

No Farol da Qualidade consolidado, reflexo na diminuição do volume de animais desejáveis (farol verde) de 13,45% para 11,63%. Já o farol vermelho (animais no padrão indesejável) sofreu ligeira queda de 14,05% apara 13,63% e o farol amarelo (tolerável) subiu de 72,49% para 74,74%.

“Por mais que o estado de Rondônia tenha aumentado o volume de confinamento nos últimos anos e os pecuaristas tenham ajustado seus sistemas de produção para a terminação em cocho, o percentual de animais abatidos a pasto ainda é grande, principalmente no norte do estado. Já no Acre, é basicamente só a pasto. E em outubro, com influência forte do auge da seca, de fato se perdeu um pouco no acabamento”, justificou o Brainer.

Veja os gráfico completos no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM

Benefício econômico acumulado pelo programa entre os anos de 2013 e 2018 já ultrapassou marca dos R$ 23 milhões

Grupo de novilhas Caracu que marcou 88% Verde no Farol da Qualidade fechou o páreo para a eleição do melhor lote do mês

Em comportamento típico do clima de verão, pancadas de chuva começam a partir do fim de tarde e atingem MT, MS, GO, TO, MG, BA e litoral no RJ e ES

Veículos que se ajustam aos tipos de estradas e demandas de cada região, além de capacitação dos motoristas, reforçam segurança das viagens

Fazenda localizada em Nova Lacerda, no Mato Grosso, foi destaque do quadro Giro pelo Brasil; confira o lote e Farol da Qualidade

Consultor responde qual a maior “planta daninha” do mundo e compara eficácia das roçadas com herbicidas

Em comportamento típico do clima de verão, pancadas de chuva começam a partir do fim de tarde e atingem MT, MS, GO, TO, MG, BA e litoral no RJ e ES

Benefício econômico acumulado pelo programa entre os anos de 2013 e 2018 já ultrapassou marca dos R$ 23 milhões

Com o desafio de otimizar o uso da terra, propriedade em Serra Nova Dourada-MT saiu da cria para a recria-engorda utilizando confinamento com grão inteiro

Veículos que se ajustam aos tipos de estradas e demandas de cada região, além de capacitação dos motoristas, reforçam segurança das viagens

DIREITO AGRÁRIO

Participe do Giro do Boi

NEWSLETTER

Receba as notícias do Giro do Boi gratuitamente em seu e-mail

CADASTRE-SE